HUMOR ESPORTIVO
15/09/2016
10:23

O designer Matheus Vitorelli resolveu brincar com os escudos dos principais times brasileiros e combinar com escudos e cores de famosos clubes europeus. Em seu site, Matheus explica que se inspirou em um post do site Futirinhas e que as escolhas por combinações não foram exatas, mas "são clubes que carregam alguma semelhança, seja histórica, rivalidade ou o momento atual."

Veja como ficou o escudo do seu time na galeria acima e a explicação para as comparações de cada um a seguir:

América Mineiro/Borussia Mönchengladbach

Mesmo sendo um clube tradicional, ainda está muito abaixo de seus rivais locais. O América e o clube alemão também carregam as mesmas cores no uniforme (Verde, Branco e Preto) apesar de estilos diferentes.

Atlético Mineiro/Schalke 04

Grandes e apaixonadas, a s duas torcidas viram seus clubes gastarem muito dinheiro nos últimos anos. Isso trouxe títulos em torneios eliminatórios mas a liga nacional, apesar das boas campanhas, eles não comemoram faz um bom tempo.

Atlético Paranaense/Galatasaray


Alex é um dos maiores ídolos do seu maior rival, seja na Turquia ou no Paraná. Atualmente cresceram no cenário internacional conseguindo participar mais vezes de competições importantes do que o rival.

Botafogo/Saint-Etienne

Grandes ídolos, títulos e muita história mas, infelizmente, as coincidências não param por ai: os clubes também estão em dificuldades inclusive oscilando entre a divisão principal e a de acesso nos últimos anos.

Chapecoense/AEK

Apesar do crescimento nos últimos anos, os dois ainda perdem em popularidade para os rivais locais.

Corinthians/Chelsea

Conquistaram seu primeiro título continental no mesmo ano, depois de lutarem por esse objetivo durante toda a última década.

Coritiba/Fenerbahce

São os maiores clubes locais e compartilham o mesmo ídolo, o meia brasileiro Alex, os clubes inclusive fizeram páginas no idioma Turco (Coritiba) e Português (Fenerbahce) dos sites oficiais para fornecer informações atualizadas aos torcedores estrangeiros

Cruzeiro/Borussia Dortmund

Foram sensações temporadas passadas jogando um bom futebol e isso rendeu-lhes algumas taças a mais para a coleção, mas também sofreram com a derrota na final de torneios continentais. Recentemente desmanches mudaram bastante os elencos e acabaram com campanhas finais medianas correndo até risco de rebaixamento.

Figueirense/Panathinaikos

Apesar da tradição, ainda é o segundo time local e vê seus rivais crescerem a cada ano.

Flamengo/Olimpique de Marselha

Ostentam a maior torcida local mas isso não é garantia de sucesso. Ainda assim conquistaram títulos nacionais na última década.

Fluminense/Paris Saint-Germain

Os investimentos externos trouxeram crescimento e títulos nacionais, mas o maior objetivo que era a taça continental não veio e deve permanecer distante por algum tempo.

Grêmio/Roma

Dois times de grande tradição mas que mesmo indo ao mercado de transferências sem economizar e as boas campanhas, batem na trave de títulos expressivos e amargam um grande jejum.

Internacional/Milan

Rossonero e Colorado sempre estão ligados a contratações de jogadores sulamericanos, principalmente quando estes já têm uma certa idade e um currículo vitorioso. Todos sabem da sua grande história e ano após ano chegam como favoritos nas competições mas, assim como seu rival, taças são raridades atualmente.

Palmeiras/Arsenal

Times de grande história, com títulos e elencos memoráveis, donos das melhores arenas de seus países (Arsenal em 2006 e a do Palmeiras em 2014), mas que atualmente gastam muito dinheiro e não conseguem o sucesso dos rivais. Ambos não conquistam a principal competição nacional há algum tempo.

Ponte Preta/West Ham

Duas torcidas apaixonadas, mas que nunca viram conquista de títulos importantes. São da mesma região de outros times muito maiores - Ponte Preta de São Paulo e o West Ham de Londres - e, apesar da melhora recente, é difícil acreditar que isso mudará a curto prazo.

Santa Cruz/Dnipro

Torcidas que fazem um grande espetáculo, lotam seu estádio e recentemente voltaram aos torneios de elite. Ainda assim ambos estão atrás dos rivais em termos de conquistas.

Santos/Liverpool

São muitos títulos na sala de troféus, seja na Vila ou em Anfield, mas sempre que se fala neles usam o argumento de que são viúvas de um único jogador e financeiramente vem perdendo espaço para os rivais. A receita para sair dessa situação foi igual nos dois clubes, enquanto o Santos teve o retorno de Dorival, os Reds apostaram em Klopp para desenvolver jogadores feitos em casa.

São Paulo/Manchester United

As muitas vitórias na última década, sejam elas nacionais, continentais e até mesmo mundiais fizeram o clube alcançar o auge, mas atualmente convivem com uma crise. 

Sport/Shakhtar

O que Sport e Shakhtar tem em comum? Muitos diriam nada, mas além da camisa listrada, os dois clubes são soberanos em seus territórios nos últimos anos. Apesar disso, quando a competição sai de seus domínios a campanha costuma ser bem mais modesta.

Vitória/CSKA

Dois dos maiores clubes locais, mas que ainda perdem para o principal rival o posto de maior clube quando se fala em conquistas.