Juan

Técnico minimizou problema, mas diretoria deve tomar decisões na semana. (Reprodução/PFC)

Guilherme Moreira
19/07/2016
03:51
Curitiba (PR)

O clima pesou entre o meio-campista Juan e o técnico Pachequinho. Durante a derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG na noite de segunda-feira, no Independência, o atleta se irritou com o treinador e a diretoria prometeu tomar providências.

Quando o duelo estava igualado por 1 a 1, aos 33 minutos do segundo tempo - três após o gol do Coxa, o meia saiu para a entrada do estreante Bernardo e não concordou. Enquanto caminhava para o banco de reservas, o jogador se revoltou e xingou o comandante alviverde socando o ar. O Galo marcou o gol da vitória aos 39 minutos da etapa final.

- Quem vai definir sobre o Juan é a diretoria. O meu foco é o jogo, o restante é com a diretoria. Não vi nenhuma cobrança forte no vestiário. Volto a repetir que isso é com a direção do clube - despistou Pachequinho. 

Repórteres presentes no local, por outro lado, afirmam que o camisa 55 foi cobrado por outros atletas no vestiário. Os companheiros de elenco criticaram a falta de respeito com o técnico do Verdão. Diante do Botafogo, na rodada passada, no Couto Pereira, o experiente meia já tinha discordado de ser substituído, mas evitou polêmica e falou que estava bem fisicamente, sendo uma opção do treinador.

- Chegando em Curitiba nós vamos conversar e definirmos o que vamos fazer. Não pode acontecer. Isso é falta de respeito com o treinador e com os companheiros. Vamos tomar as decisões e informaremos - garantiu Alex Brasil, gerente de futebol.

Com a derrota na décima quinta rodada, o Coritiba caiu para a vice-lanterna da Série A, com 15 pontos e à frente apenas do América-MG, que tem oito. Na próxima rodada, o Coxa encara o Santa Cruz no sábado, às 18h30, fora de casa.