Couto Pereira, estádio do Coritiba

Nem Atlético-PR e nem Paraná Clube conseguem ultrapassar o Coritiba na classificação geral do Estadual antes da final (Divulgação Coritiba)

Daniel Piva
18/04/2016
15:00
Curitiba (PR)

Somente uma catástrofe tira a final do Campeonato Paranaense do Couto Pereira. O fato só ocorrerá com uma vitória contundente do PSTC sobre o Coritiba, no próximo sábado, e eliminando o Coxa da decisão do Estadual. Isso porque o time do técnico Gilson Kleina garantiu a melhor campanha geral da competição, só podendo ser ultrapassado por um dos dois rivais (Paraná e Atlético-PR) na última etapa na corrida pelo título.

Com a vitória por 3 a 0 diante do PSTC, neste domingo, o Coritiba totalizou 29 pontos no cômputo geral do Campeonato Paranaense. O segundo colocado é o Paraná Clube, que está com 24. Ou seja, mesmo que ganhe o clássico diante do Atlético-PR no domingo, na Vila Capanema, e que o Coxa perca para o time de Cornélio Procópio o Tricolor não assumirá a ponta da tabela.

- Era um dos nossos objetivos nesta reta final, de assumir a melhor classificação geral para decidir o título no Couto Pereira. Agora temos que confirmar a nossa vaga. Faltam 90 minutos - admite o zagueiro Luccas Claro.

Quem também comemora o fato é o técnico Gilson Kleina, que celebra o crescimento de rendimento do time nas últimas partidas.

- Quanto mais perto estivermos do nosso objetivo, maior tem que ser o nosso poder de concentração. Não podemos relaxar porque estamos chegando. É bem pelo contrário - avisa o treinador.

Além da melhor campanha em si, o Coritiba ostenta o melhor ataque da competição, com 35 gols marcados - o segundo no quesito é o Atlético-PR, com 21 tentos anotados - e a segunda melhor defesa, já que foi vazado 11 vezes (o melhor neste aspecto é o já eliminado Londrina).