biometria Arena

Arena da Baixada é o primeiro estádio no Brasil a implementar o sistema biométrico em todos os setores. (Fabio Wosniak/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
12/09/2017
16:00
Curitiba (PR)

Inaugurado no Atletiba do último domingo visando a segurança, o sistema de biometria da Arena da Baixada, como esperado, causou certo incômodo aos torcedores. Grandes filas por parte da torcida do Atlético-PR se formaram nas entradas dos setores, mas o rápido sistema promete evitar aglomeração na entrada nos próximos duelos.

O cadastro biométrico, que já era válido no setor FAN desde 2015, virou obrigatório para os demais associados e começou a valer no final de semana - no clássico do Brasileirão Sub-20, na semana passada, o primeiro teste já havia acontecido.

O Furacão, vale destacar, fez inúmeros avisos sobre a necessidade de cadastramento e deixou seu espaço aberto em todo o feriado de 7 de setembro para tal. Tal campanha acontecia há quatro meses e foi reforçada nas últimas duas semanas diariamente.

Quem não deixou para última hora, premissa do povo brasileiro, se deu bem. A entrada foi rápida, até pelo sistema ser ágil, e não causou tumulto - da mesma forma que a torcida do Coxa, que também precisou se cadastrar na compra do ingresso, antecipado ou no dia da partida, para entrar nas dependências do estádio.

Para quem não se antecipou, foram disponibilizados cinco aparelhos para cadastrar os atleticanos que não eram sócios. Por conta disso, muitos acabaram perdendo o início do duelo, formando filas enormes na entrada da Arena. Em certo momento, mais de 350 pessoas estavam aguardando seu cadastro.

A orientação dos funcionários, nesse sentido, falhou. Sócios da Getúlio Vargas poderiam ter feito o mesmo procedimento na Coronel Dulcídio, onde não tinha movimento, mas ninguém estava no local avisando da facilidade do outro lado.

Considerando que o público de 17 mil no clássico é basicamente a média da torcida rubro-negra no ano sob seu domínios, a tendência é de que o problema de fila seja bem menor no próximo jogo contra o Fluminense neste domingo, às 16h, na Arena da Baixada. O Furacão ainda divulgou como será o procedimento para a torcida carioca, nem fez um balanço da ação no Atletiba.

Contraponto

Apesar da agilidade do sistema, a biometria causou certa revolta na torcida. Isso porque o torcedor que tiver mais de uma cadeira no mesmo nome só poderá cadastrar um usuário para a utilização do outro assento. Caso o torcedor queira substituir o beneficiário, terá que esperar um prazo de 180 dias ou então pagar uma taxa extra.

A medida fez com que torcedores cancelassem seus sócios, já que não valia mais a pena ter mais que uma cadeira. A evasão aconteceu, principalmente, com familiares. O Furacão, que só admite reclamações, aguardará para avaliar o impacto no quadro associativo.

Novo preço

Para piorar o cenário, o Furacão divulgou nesta terça-feira que vai aumentar o preço do ingresso em 50% no dia do jogo a partir do duelo diante do Flu, em qualquer setor. Para continuar pagando o preço antigo, o torcedor precisa comprar antecipadamente.

Esta medida, de acordo com o clube paranaense, visa minimizar os efeitos negativos gerados pela concentração de compra de ingressos nos dias de jogos. Os locais para a aquisição dos bilhetes são: www.ingressoscap.com.br, bilheterias do estádio e quiosques do Disk Ingressos.

Vale lembrar que, nas dez partidas do Brasileiro, a média de ingressos vendidos é irrisória: 3.509 ingressos em média por jogo, contando a torcida visitante. Atualmente, o quadro de associados do Atlético-PR é de 22 mil - o sonho da diretoria, desde a reforma da Arena para a Copa, é de chegar a 40 mil sócios.

Valores antecipados [até sábado, 16/09]
- Torcida do Atlético Paranaense: R$ 100,00 a inteira e R$ 50,00 a meia
- Setor VIP [torcida do Atlético Paranaense]: R$ 350,00 a inteira e R$ 175,00 a meia
- Torcida Visitante [Setor Cel. Dulcídio]: R$ 100,00 a inteira e R$ 50,00 a meia

Valores no dia do jogo [17/09]
- Torcida do Atlético Paranaense: R$ 150,00 a inteira e R$ 75,00 a meia
- Setor VIP [torcida do Atlético Paranaense]: R$ 525,00 a inteira e R$ 262,50 a meia
- Torcida Visitante [Setor Cel. Dulcídio]: R$ 150,00 a inteira e R$ 75,00 a meia