Eduardo da Silva

Brasileiro naturalizado croata, o atacante precisou de 134 minutos para marcar pelo Furacão. (Fabio Wosniak/Atlético-PR)

Guilherme Moreira
02/04/2017
18:34
Curitiba (PR)

Dois clássicos, um gol. O atacante Eduardo da Silva precisou de dois jogos para marcar pela primeira vez com a camisa rubro-negra. O jogador marcou o gol da vitória diante do Paraná neste domingo, na Arena da Baixada, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paranaense.

Após estrear no meio da semana, no revés contra o próprio Tricolor, na Vila Capanema, o centroavante conseguiu balançar as redes. Na quarta, ele já havia criado uma boa chance e quase marcou.

Nesta tarde, entretanto, o gol saiu. Aos 47 minutos do primeiro tempo, na única oportunidade clara que teve, Eduardo da Silva aproveitou falha da zaga e, sozinho na pequena área, completou com os pés. O atacante, que chegou para disputar vaga com Grafite no time titular, marcou após 137 minutos em campo.

Ainda sem o ritmo de jogo ideal, o camisa 22 atuou os 180 minutos dos clássicos frente ao Paraná. Mesmo assim, o centroavante vem jogando até pela falta de opções na posição dentro do elenco rubro-negro, já que Grafite está no departamento médico.

- Quase três meses e meio sem jogar. O gol dá confiança. Me sinto bem em campo, mas feliz pela vitória também. É manter a humildade e pensar em passar nesse confronto difícil - avaliou o atleta.

A partida de volta acontece no próximo final de semana, na Vila Capanema. O gol como visitante não é critério de desempate. Assim, o Atlético-PR joga por qualquer empate. O Paraná precisa vencer por dois gols de diferença para avançar. Se o Tricolor ganhar por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis, sem prorrogação.