PH volante do América-RJ

PH admite a queda do time após a não classificação para a Taça Guanabara (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
13/04/2016
16:49
Rio de Janeiro (RJ)

A fraca campanha do América-RJ na Taça Rio decepcionou tanto os fanáticos torcedores do clube quanto os seus inúmeros simpatizantes. Quando derrotou a Cabofriense na abertura do novo torneio, a equipe deu a impressão que conseguiria manter o bom nível da primeira fase do Carioca e lutaria pelo título do chamado Grupo D, o que acabou não ocorrendo. O volante PH admite a queda do time após a não classificação para a Taça Guanabara, mas diz enxergar uma evolução nos últimos jogos.

- De fato nós caímos muito de produção quando não obtivemos a vaga para a Taça Guanabara. Estávamos jogando bem, vencendo e lutamos até o fim pela classificação que não veio. Isso gerou uma frustração e levamos um tempinho para nos recuperarmos. Contudo, fizemos uma partida aguerrida contra o Bonsucesso e poderíamos ter vencido a Portuguesa no último domingo. Seriam quatro pontos que caso tivéssemos conquistado, nos permitiriam estar numa condição bem distinta agora. Infelizmente a realidade é outra e sábado contra o Macaé teremos que derrotá-lo para impedir o rebaixamento do clube - disse.

Mesmo com as circunstâncias claramente adversas, já que enfrentará fora de casa um time que luta pelo título da Taça Rio, o América, segundo PH, está confiante para a partida. O atleta reconhece que a situação é difícil, mas afirma que o ambiente dentro do grupo de jogadores é de esperança.

- É a nossa "decisão", o jogo que selará o destino do clube em 2017. Não dependemos apenas de nós para alcançarmos o nosso objetivo, mas sabemos que vencer o Macaé é uma condição inegociável para ele ser conquistado e estamos esperançosos. Acreditamos que tanto a instituição e sua torcida, como também a nossa equipe, não merecem o descenso - declarou o jogador.