Victor Ramos

Victor Ramos retornou ao Vitória nesta temporada (Foto: Divulgação / EC Vitória)

RADAR/LANCE!
25/07/2016
09:28
Salvador (BA)

​Logo após a derrota para o Santos no Barradão, no último domingo, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o zagueiro Victor Ramos foi cercado por marginais na saída do estádio e por pouco não aconteceu o pior. O jogador do Vitória, muito abalado e que estava com a sua família dentro do carro, falou sobre o lamentável episódio.

- Na saída do Barradão fui agredido de forma covarde por alguns marginais que se dizem torcedores. Algo que nunca havia acontecido comigo. Estou muito triste com tudo isso. Nunca imaginei que passaria por isso. Por pouco não houve algo mais grave. Minha família estava dentro do carro e está muito assustada, abalada - lamentou o defensor. 

De acordo com o defensor, titular da zaga do Leão nesta temporada, nada justifica uma atitude como essa.

- Tenho trabalhado diariamente para fazer o melhor dentro de campo. Se as coisas não se encaixam algumas vezes, não há nada que se justifique agressão e até ameaça de morte, como aconteceu comigo. Sou um trabalhador, cumpro com minhas obrigações e ninguém tem o direito de tomar uma atitude como essa. O verdadeiro torcedor do Vitória não é esse - destacou. 

Ainda para Victor Ramos, o apoio da diretoria do Leão neste momento delicado foi importante, mas que também não pode aceitar o ocorrido.

- Toda a diretoria me deu muito apoio e esteve comigo o tempo todo. Isso mostra o carinho que todos no clube têm comigo. Assim como o torcedor do Vitória, sofro também com as derrotas, pois fui criado neste clube que amo e torço. O Vitória faz parte da minha vida. Vamos sentar e conversar para ver o que será melhor para todos. Não posso aceitar o que aconteceu - finalizou Victor.

O jogador prestou queixa na 10ª Delegacia de Pau da Lima. O carro dele teria sido apedrejado. Até o momento, nenhum suspeito foi identificado.