RADAR/LANCE!
06/06/2016
13:16
Brasília (DF)

Internado em estado grave Hospital de Base, em Brasília, o torcedor do Flamengo Evandro Gatto, de 48 anos, foi vítima de uma agressão por parte de um grupo de palmeirenses, de aproximadamente 30 pessoas e que chegou a ficar detido na a 5ª Delegacia de Polícia. Eles, no entanto, já foram soltos ainda na madrugada desta segunda-feira.

Segundo informações da Polícia Militar, a torcida Mancha Alviverde invadiu o local reservado para a torcida rubro-negra no estádio Mané Garrincha, o que gerou o confronto e causou danos a Evandro Gatto. Lamentavelmente, esta não é a primeira vez que Evandro se envolve uma confusão entre torcidas organizadas. 

Membro da Raça Rubro-Negra, ele já havia sido detido em Cuiabá, após se envolver em uma briga em um jogo entre Flamengo e Vasco, em junho de 2015. Evandro é morador de Petrópolis, no Rio de Janeiro, e é pai de um menino.

Evandro também já foi condenado a quatro anos de cadeia por tráfico de entorpecente (cocaína) em 2004. Na ocasião, ele teve habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

ENTENDA O CASO

A confusão no Mané Garrincha começou no intervalo da partida entre Flamengo e Palmeiras, quando torcedores do Palmeiras tentaram invadir o setor destinado aos flamenguistas. Neste momento, houve o confronto entre a PM e os membros das organizadas do Palmeiras, A Polícia utilizou o gás de pimenta para dispersar os vândalos. O efeito do spray foi tanto que impediu o reinício do jogo por cerca de quinze minutos.