Atlético-MG x Atlético-PR (Foto: Atlético Mineiro/Divulgação)

Série A precisa ter dez meses, não sete (Foto: Atlético-MG/Divulgação)

Luis Filipe Chateaubriand
01/02/2016
10:35
Rio de Janeiro (RJ)

Em texto anterior a este, o signatário propunha sete ações para o melhor desenvolvimento do calendário do futebol brasileiro. A segunda delas, o respeito às Datas Fifa, foi objeto da última redação. A terceira delas, priorização do Campeonato Brasileiro, é objeto do presente escrito.

Atualmente, o Campeonato Brasileiro de Futebol é disputado entre meados de maio e início de dezembro de determinado ano, em 38 datas. Como não há 38 fins de semanas no período, torna-se impossível realizar todas as rodadas do certame em fins de semanas, sendo que várias delas, assim, acabam acontecendo em meios de semanas.

Sucede que o Campeonato Brasileiro é a principal competição de futebol das Américas e, assim, deve ser tratado de forma distinta das outras disputas. O filé mignon do calendário de nosso futebol precisa ser bem engendrado, concebido para ser jogado nas melhores datas possíveis.

Para tanto, basta fazer com que o Brasileirão seja jogado ao longo de toda a temporada, durante dez meses, e não ao longo de menos de sete meses, como atualmente. Estendendo a duração do Brasileiro, há mais datas de fins de semanas disponíveis e, aí sim, pode-se colocar todas as 38 rodadas da notável competição sendo realizadas nas datas mais nobres do calendário.

Óbvio está que, se os fins de semanas devem ser destinados ao Campeonato Brasileiro, os meios de semanas devem ser dedicados às outras competições. Assim, Copa Libertadores da América, Copa Sul-Americana, Recopa Sul-Americana, Copa do Brasil e competições periféricas (sejam regionais, sejam estaduais) devem ser disputadas nos referidos meios de semanas.

Parece adequado que as melhores datas sejam disponibilizadas para a competição mais importante. Infelizmente, não é isto que acontece atualmente. O calendário do futebol brasileiro precisa evoluir.

* Luis Filipe Chateaubriand é consultor de conteúdo do Bom Senso Futebol Clube e autor da obra "Um Calendário de Bom Senso para o Futebol Brasileiro"