DG Campos

Ryan Gabriel, de 4 anos, morto na última segunda, era filho do atacante DG (Foto: Reprodução/Facebook)

RADAR/LANCE!
29/03/2016
16:02
Rio de Janeiro (RJ)

O menino Ryan Gabriel, de 4 anos, morto na última segunda-feira após ser baleado durante uma guerra entre traficantes rivais em Madureira, na Zona Norte do Rio, era filho de consideração do atacante Douglas Dias, conhecido como DG, do Campos Atlético Associação, segundo informações do jornal “O Diário”. O clube do Norte Fluminense decretou luto pelo acontecido.

Ryan foi baleada nas costas durante um confronto entre traficantes dos morros do Cajueiro e da Serrinha, em Madureira, no último domingo, quando foi passar a Páscoa na casa dos avós. DG tinha jogado no dia anterior contra o Americano, pela Série B do Carioca, e estava em Campos. O menino ainda foi levado para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu e acabou falecendo na segunda.

A morte da criança causou revolta nas redes sociais e na comunidade do Cajueiro. Moradores do local protestaram em Madureira e chegaram a colocar fogo em ônibus do BRT.

Por meio de sua conta oficial no Facebook, o Campos publicou um nota de pesar pelo falecimento de Ryan.

Confira na íntegra o comunicado:

Nós do Campos AA, na pessoa do Presidente Márcio Reinaldo, Comissão Técnica, Jogadores e Torcedores do Roxinho e toda sociedade civil de bem, nos sentimos profundamente consternados e solidários ao nosso atleta Douglas Dias (DG) por essa perda irreparável, cruel e sem precedentes em sua família. Uma grande dor. Que o RYAN esteja nos braços do Pai. Pedimos a Deus que conforte toda a família e amigos. Nossa sede de justiça acompanhe nossas orações com o desejo de termos uma sociedade mais justa e humana! Força DG!

Família Roxinho está de luto!