Arena da Amazônia

Estádio foi construído para a Copa-2014 (Foto: Divulgação)

Igor Siqueira
19/04/2016
09:15
Rio de Janeiro (RJ)

O governo do Amazonas tem usado uma estratégia curiosa para baratear os custos das partidas na Arena da Amazônia e, consequentemente, deixar mais viável a realização de jogos no local, que vai receber a semifinal do Carioca entre Vasco e Flamengo.

A estratégia foi revelada pelo presidente da Federação Amazonense, Dissica Valerio Thomaz. Segundo ele, os funcionários do próprio estádio estão sendo alocados no serviço aos fins de semana de jogos. Como compensação pelo trabalho aos domingos, por exemplo, dois dias de folga durante a semana,
quando o volume de trabalho é menor.

– É devido à escassez de jogos aqui – comentou Dissica ao LANCE!.

O número de funcionários utilizados nos jogos varia de acordo com a expectativa de público para as partidas. 

O dirigente ainda comentou que o comportamento da torcida foi fundamental para que a semifinal do Carioca tivesse Manaus como palco.

– O Vasco teve uma receptividade aqui maravilhosa. Eurico ficou muito sensibilizado. O estádio tem condições, além das facilidades que o estado proporcionou. Despesas da Arena foram amenizadas – completou ele, que planeja receber o Brasil x Colômbia em setembro.