Dodo - Figueirense

                  Dodô celebra seu gol após ótimo lançamento de Carlos Alberto (Foto: Eduardo Valente/Lancepress!)

LANCE!
30/07/2016
20:26
Florianópolis (SC)

Foram quatro empates e três derrotas nos últimos sete jogos pelo Campeonato Brasileiro. Eis que o Figueirense voltou a vencer pela competição neste sábado, ao superar o Vitória, por 1 a 0, no Orlando Scarpelli, pela 17ª rodada. Triunfo conquistado graças ao gol de Dodô e atuando com um a menos por cerca de 45 minutos, após a expulsão de Rafael Moura – Victor Ramos receberia o vermelho na etapa final, deixando dez para cada lado em campo. Clique aqui e saiba como foi o lance a lance da partida em Florianópolis.

O Figueirense, que segue invicto como mandante no Brasileirão (quatro vitórias e cinco empates), foi aos 20 pontos e deixou a zona de rebaixamento. A missão do Furacão catarinense é torcer contra Coritiba, Santa Cruz e Botafogo. Já o Vitória segue com 19 e precisa secar os mesmos times para não terminar a rodada no Z4.

PRÓXIMOS JOGOS

O Figueirense voltará a atuar pelo Brasileirão apenas no próximo domingo, já que o duelo contra o Fluminense, pela 18ª rodada, foi adiado para o dia 3 de setembro. O rival será o Sport, novamente no Orlando Scarpelli, às 11h. Já o Vitória receberá o Coritiba, na próxima quarta, às 18h30, no Jóia da Princesa.

FIGUEIRA NA FRENTE E RAFAEL MOURA EXPULSO

O Figueirense tentou tomar para si as rédeas do jogo, trabalhando a bola com certa paciência. Faltava transpor a defesa adversária, já que o Vitória entrou em campo com três zagueiros. Vitória que se mostrou mais objetivo que o Figueira e levou perigo primeiro, aos 11 minutos, em finalização de Marinho. Mas caberia ao Figueira abrir o placar. Ótimo lançamento de Carlos Alberto e finalização de Dodô. Figueira 1 a 0 aos 14 minutos.

O fato de estar em desvantagem fez o Vitória tentar encurtar os espaços e pressionar o Figueirense. Vander, aos 22, obrigou Thiago Rodrigues a praticar boa defesa. O Leão era mais objetivo em campo. E aos 40 minutos, o Leão ficou com um a mais em campo. Após troca de gentilezas entre Kanu e Carlos Alberto, Rafael Moura derrubou o zagueiro rubro-negro com força desproporcional, sendo expulso.

VITÓRIA PRESSIONA, MAS VITÓRIA É DO FIGUEIRA


Vagner Mancini abdicou do esquema com três zagueiros na volta do intervalo, garantindo o Vitória com quatro atacantes de origem em campo. A ideia era, naturalmente, buscar espaços diante de um adversário em desvantagem numérica. Mas foi o Figueirense que criou chances de gol em um primeiro momento, através de Rafael Silva.

O Vitória bem que tentou, Mancini tentou garantir criatividade ao time após a entrada de Tiago Real, mas o Rubro-Negro não soube ser eficaz. Ramallo, por exemplo, pouco pegou na bola. Mérito da equipe catarinense, que soube conter o ímpeto rival e, aos 38, passou a ficar com mesmo número de jogadores que o rival. Victor Ramos, que já tinha amarelo, foi expulso após falta em Maurides.

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 0 VITÓRIA


Local: Orlando Scarpelli, Florianópolis (SC)
Data-hora: 30/7/2017 – 18h30
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Élio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)
Público/Renda: 4.252 pagantes/4.896 presentes/R$ 49.695,00
Cartões amarelos: Rafael Silva, Dodô e Jackson Caucaia (FIG); Victor Ramos, Ramon e Norberto (VIT)
Cartões vermelhos: Rafael Moura (FIG), 40'/1ºT e Victor Ramos, 38'/2ºT(VIT)

Gol: Dodô, 14'/1ºT(1-0).

FIGUEIRENSE: Thiago Rodrigues; Jefferson, Marquinhos, Bruno Alves e Pará; Elicarlos, Jackson Caucaia, Dodô (Maurides, 29'/2ºT) e Carlos Alberto (Aryton, 12'/2ºT); Rafael Silva (Yago, 19'/2ºT) e Rafael Moura – Técnico: Argel Fucks.

VITÓRIA: Fernando Miguel; Victor Ramos, Ramon (Norberto, Intervalo) e Kanu; Diego Renan, Willian Farias, Serginho (Tiago Real, 28'/2ºT) e Euller (Rodrigo Ramallo, Intervalo); Vander, Kieza e Marinho – Técnico: Vagner Mancini.