Vicente Cândido é deputado federal e diretor da CBF (Foto: Ricardo Stuckert/CBF)

Vicente Cândido é deputado federal e diretor da CBF (Foto: Ricardo Stuckert/CBF)

Igor Siqueira
09/06/2016
17:11
Rio de Janeiro (RJ)

O deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), que é diretor de assuntos internacionais da CBF, não vê problemas em, mesmo recebendo salário da entidade, defendê-la no Congresso Nacional.

- Eu estou trabalhando em prol do esporte. Não para CBF. Ela é a entidade que organiza o esporte. Recebo porque acho que faço jus ao trabalho que exerço. Todo mundo que presta serviço merece receber salário - afirmou Cândido, nesta quinta-feira, ao deixar a sede José Maria Marin.

Vicente Cândido, no entanto, não revela o quanto ganha exatamente na CBF, mas diz que é "algo muito próximo" do salário de deputado federal.

- É uma questão pessoal, não tenho problema ético em falar, mas não vou revelar porque não sei como é a hierarquia de salários de diretores. É quase a mesma coisa do salário de deputado - comentou.

Além disso, deputado é contra a entrega de contratos da CBF à CPI do Futebol.

- Nem o Congresso Nacional entrega a folha de pagamento, alegando sigilo. Se é uma ação da entidade, da Confederação, sou favorável. Mas não por força de lei e de CPI. Sou contra CPI para investigar entidade privada - explicou.

Apesar de não revelar quanto ganha e ser contra a entrega dos documentos da CBF aos deputados, Vicente Cândido admite que a entidade que rege o futebol precisa avançar no quesito transparência e dá uma nota:

- Seis.