Deivid (Foto: Divulgação/Washington Alves/Light Press)

Treinador minimizou o futebol demonstrado, mas aprovou a vitória sofrida (Foto: Washington Alves/Light Press)

RADAR/LANCEPRESS
15/02/2016
08:10
Belo Horizonte (MG)

Apesar do placar magro e de um futebol não tão convincente, principalmente no primeiro tempo, o técnico Deivid aprovou a vitória do Cruzeiro por 1 a 0 diante do Tupi, no último domingo. Para o treinador, o mais importante foram os três pontos conquistados diante de um adversário que vendeu caro ao triunfo no Mineirão.

- Quando você joga contra um time pequeno, tem que ter paciência. Falei isso durante a semana, que teríamos 90 minutos para fazer o gol. Sabíamos que o Tupi viria jogar por uma bola. Acho que a paciência prevaleceu. O importante foram os três pontos – comentou o treinador.

Este foi o primeiro jogo que Deivid deixou de lado o 4-2-3-1 para retornar com o 4-3-3 de Mano Menezes. Neste novo esquema, os três homens do meio-campo possibilitam uma solidez defensiva aos zagueiros. No segundo tempo de jogo contra o Tupi, o treinador voltou a colocar o time para frente em busca do gol da vitória, que saiu com Élber, em passe de Arrascaeta, ambos saídos do banco de reserva.

- O esquema me agradou. Eu coloquei esse esquema diante da Ponte Preta, no ano passado, e depois o Mano deu sequência. Mas, hoje, por causa das circunstâncias do jogo, tive que colocar o time mais para frente, colocar dois homens abertos para que a gente pudesse ter mais espaço no meio. E isso aconteceu – completou.