São Paulo conquistou a terceira Copa RS sub-20 consecutiva

São Paulo conquistou a terceira Copa RS sub-20 consecutiva (Everton Silveira)

LANCE!
17/12/2017
19:10
São Paulo (SP)

A Copa RS sub-20, disputada no campo da PUC-RS, em Porto Alegre, teve um emocionante clássico na decisão, e quem se deu melhor foi o São Paulo. Mesmo jogando com um a menos durante quase todo o segundo tempo, o time fez gol nos acréscimos e venceu o Palmeiras de virada, por 4 a 3.

O título é o terceiro seguido do Tricolor na competição, que serve como uma prévia da Copa São Paulo, principal torneio da base e que será disputado em janeiro. Pior para o Verdão, que esteve na frente ao longo de toda a partida, mas cedeu levando gol de Bissoli, aos 47 minutos da etapa final.

O Choque-Rei estava equilibrado, com o São Paulo forçando pela direita de seu ataque, e o Palmeiras afunilando. Até que Johnny fez desarme no meio-campo e José Aldo aproveitou que o goleiro estava adiantado, batendo da intermediária para fazer um golaço para abrir o placar para o Verdão, aos 16 minutos.

O time alviverde pressionou e não ampliou aos 33 porque Papagaio parou em duas boas defesas do goleiro são-paulino. Mas o Tricolor provou sua força, tendo Antony como sua principal arma. E foi ele quem sofreu a falta perto da lateral direita que Igor bateu para encontrar Walce completamente livre na segunda trave para empatar a partida, aos 46 minutos.

O Palmeiras voltou para o segundo tempo marcando adiantado e encurralando o rival. Aos dois minutos, Fernando cabeceou no travessão. Aos 14, Fernando, de novo, parou em outra boa defesa do goleiro e, no bate-rebate na área, a bola sobrou para Papagaio cabecear nas redes. O zagueiro Walce esticou a mão esquerda para evitar o gol, foi expulso e o juiz marcou pênalti, que José Aldo converteu.

O São Paulo não se intimidou. Aos 22 minutos, Gabriel Sara aproveitou jogada pela direita e finalizou em cima do zagueiro Vitão. A bola sobrou limpa para Gabriel Novaes, livre na área, empatar. Cinco minutos depois, Papagaio aproveitou cruzamento preciso para fazer 3 a 2 para o Verdão.

A partir daí, o São Paulo pressionou, fazendo o goleiro do Palmeiras trabalhar. Um novo empate veio aos 42 minutos, com Rodrigo fazendo belo lançamento para Tuta encher o pé. Cinco minutos mais tarde, após cobrança de escanteio, Bissoli cabeceou firme, vendo a bola ainda bater na trave direita do goleiro antes de balançar as redes, sentenciando o título.