Botafogo x Fluminense

Clássico disputado no Espírito Santo terminou com triunfo do lado Alvinegro (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Diego Lopes e Patrick Monteiro
25/02/2016
00:34
Rio de Janeiro (RJ)

Superior desde o início, o Botafogo venceu o Fluminense, em um jogo resolvido ainda no primeiro tempo. Gegê e Ribamar marcaram os gols da vitória por 2 a 0 no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica.  Além deles, o zagueiro Joel Carli teve atuação destacada. No lado tricolor, o técnico Eduardo Baptista e o meia Cícero não mostraram um bom desempenho e viram a equipe realizar uma partida modesta.

BOTAFOGO


6,0
Jefferson
Fez poucas defesas, mas quando foi exigido mostrou segurança necessária para ajudar o time a vencer o clássico.

6,5
Luis Ricardo
Exerceu liderança em campo e ajudou a organizar a equipe. Foi à frente e deu o passe para o gol de Ribamar.

7,5
Carli
Fez uma grande exibição. Ganhou todas as bolas pelo alto e mostrou a Fred quem manda na área alvinegra.

6,5
Emerson
Fez cortes precisos e protegeu bem a meta de Jefferson. Mostrou qualidade ao se antecipar aos adversários.

6,5
Diogo Barbosa
Deu assistência para Gegê marcar o primeiro gol. Cumpriu seu papel na defesa e soube ir ao fundo fazer cruzamentos.

6,0
Airton
Fez o feijão com arroz durante os 90 minutos. Roubou bolas e afastou os adversários da entrada da área.

6,0
Bruno Silva
Fez alguns desarmes e ajudou o time a se defender. Acertou passes e deu uma linda caneta em Gustavo Scarpa.

6,5
Rodrigo Lindoso
Jogou para o time. Soube distribuir a bola no meio de campo e ajudar a dar consistência defensiva ao time do Botafogo.

6,5
Gegê
Mostrou qualidade e marcou o primeiro gol alvinegro. Chamou a responsabilidade, mas errou alguns passes.

7,0
Ribamar
Oportunista, marcou o segundo gol alvinegro. Buscou o tempo todo o jogo e incomodou a defesa tricolor.

5,5
Luis Henrique
Não fez um bom jogo. Teve oportunidades de chutar ao gol, mas se enrolou e foi parado pela defesa adversária.

6,0
Neilton
Entrou e deu mais volume ofensivo ao time. Mostrou
habilidade e deu trabalho ao rival.

6,0
Salgueiro
Fez uma estreia muito discreta. Apesar da vontade, pegou na bola poucas vezes e errou alguns passes.

6,5
Ricardo Gomes
Soube armar a equipe corretamente e conduzir o time à vitória. Fez uma boa leitura do jogo e mexeu de forma eficaz


FLUMINENSE

5,0
Diego Cavalieri
Sem culpa nos gols, também não realizou grandes defesas. Quando o Botafogo foi ao ataque bem, marcou.

5,0
Wellington Silva
Buscou apoiar no campo de ataque, mas não conseguiu proporcionar boas chances para a sua equipe.

5,5
Henrique
Sem sucesso, tentou corrigir a falha de marcação no primeiro gol. Realizou algumas interceptações importantes.

5,0
Renato Chaves
Foi ao ataque algumas vezes e acabou se destacando mais lá do que atrás. Fez parte do fraco desempenho da defesa.

5,5
Gustavo Scarpa
Mal na defesa, chegou atrasado no primeiro gol. Entretanto, era um dos poucos destaques no ataque do Tricolor.

5,0
Pierre
Apareceu no jogo pelas tentativas de roubadas de bola. Usou a falta como recurso em algumas delas.

5,0
Douglas
Deixou o campo antes mesmo do fim da primeira etapa. Não contribuiu e não teve tempo para mudar esse quadro.

4,5
Cícero
Começou mal, com saídas e passes errados. Apagado no ataque, pouco apareceu para ajudar a furar a defesa rival.

5,0
Diego Souza
Apagado, como no Fla-Flu, principalmente nos 45 minutos iniciais. Apareceu melhor depois, sem poder de decisão.

5,5
Osvaldo
Brigou pela bola, chutou e buscou a individualidade. Não
conseguiu e foi substituído no intervalo.

5,0
Fred
A esperança de gols do Flu não levou perigo a Jefferson. De
positivo, ficou a busca por movimentação em campo.

5,5
Gerson
Saiu do banco de reservas antes do intervalo. Alternou entre
erros e criação de jogadas, com algumas tabelas.

5,5
Felipe Amorim
Quando entrou, passou a ser boa opção pelo lado esquerdo do ataque tricolor. Porém, não teve êxito nas investidas.

5,0
Edson
Pouco notável. Recebeu a oportunidade durante a segunda etapa, após sequer ficar na reserva nos últimos jogos.

3,5
Eduardo Baptista
Apostou em um estilo de jogo que não rendeu frutos. O Flu
era um time perdido em grande parte do confronto.