Paul Clement, técnico recém-demitido do Derby County

Paul Clement não é mais técnico dos Rams (Foto: AFP)

LANCE!
10/02/2016
15:26
Derby (ING)

Traumatizado com a pífia campanha no Campeonato Inglês de 2007/08, quando foi rebaixado com apenas 11 pontos - a pior campanha da história da Premier League -, o presidente do Derby County demitiu o técnico por estar "muito perto do acesso à elite". De acordo com Mel Morris, principal dirigente dos Rams, o objetivo não era subir nesse momento, nunca foi, e por isso, Paul Clement saiu.

- O horizonte temporal do Paul era mais curto do que o nosso. Ele queria a promoção já nesta temporada. Nós queríamos construir uma equipe, desenvolvê-la, vê-la crescer exibicionalmente e deixar que este processo nos levasse à Premier League, fosse esta temporada, na próxima ou mais à frente. Penso que para o Paul esta era uma visão a longo prazo - disse Morris, que tinha declarado em novembro que Clement poderia significar para os Rams o que Sir Alex Ferguson é para o Mancheter United, à BBC:

- Nunca foi realmente um objetivo para esta temporada. Disse isso nos fóruns de torcedores e reiterei essa ideia em Novembro. Dissemos ao Paul, no seu primeiro dia em funções, que esse não era o alvo.

Na Championship, sobem diretamente os dois primeiros colocados, e do terceiro ao sexto há um playoff para mais uma vaga, e o Derby está em quinto com 51 pontos, três a mais que o Ipswich, que está fora desta zona.

- Infelizmente, diante disto, não fizemos progresso o suficiente, e por isso decidimos romper com Paul. Eu acredito veementemente que temos um dos melhores elencos da liga. Nossos jogadores são muito talentosos e somos mais do que capazes de ganhar jogos nesse nível e no próximo. Quero agradecer ao Paul pelo seu esforço nesses 30 jogos. Desejamos o melhor para a sua carreira.

Paul Clement será substituído por Darren Wassall, que fica até o fim da temporada. Seu primeiro compromisso será neste sábado, em casa, contra o Milton Keynes Dons. O inglês, que atuou como jogador em clubes pequenos, como o Corinthian Casuals, está investindo na carreira de técnico desde 1996.

Chegou a trabalhar no Chelsea, no Fulham e na seleção da Irlanda. Em 2012 começou a fazer parte da comissão técnica de Carlo Ancelotti. Trabalhou no Paris Saint-Germain e no Real Madrid. Neste ano resolveu se arriscar, ia bem, até ser demitido.