Pumas x Independiente del Valle

Sosa, mesmo marcado por Ayala, chuta sem chance de defesa para o goleiro Azcona. É o primeiro gol do Pumas sobre o Independiente del Valle (foto:AFP)

RADAR/LANCE!
25/05/2016
00:07
Cidade do México (MEX)


Em partida dramática na noite desta terça-feira, no Estádio Olímpico, na Cidade do México, o Independiente de Valle derrotou o Pumas nos pênaltis por 5 a 3, após após perder por 2 a 1 no tempo normal (o time mexicano devolveu a derrota pelo mesmo placar em Quito). Assim,  está classificado para a semifinal da Copa Libertadores quando enfrentará o Boca Juniors.  E foi de um jogador que está na alça de mira do Flamengo o gol decisivo. O zagueiro Mina, que jogou muito bem e teve participação no gol do Del Valle no tempo normal (de Sornoza, em lance polêmico pois Mina estava em posição irregular), cobrou o pênalti que definiu o placar.


Sosa tinha tudo para ser o herói do Pumas. Ele marcou os dois gols do time mexicano no primeiro tempo e passa a dividir a artilharia da Libertadores com Calleri (São Paulo) e Rúben (Rosario). Porém perdeu a sua cobrança de pênalti, em grande defesa de Azcona. Já o Del Valle foi guerreiro. Melhor em campo boa parte do jogo, conseguiu fazer um gol quando estava com um a menos (Ayala expulso) e teve tranquilidade para levar a decisão para os pênaltis, sendo perfeito nas cinco cobranças.

O JOGO

O jogo começou com o Del Valle melhor, conseguindo criar oportunidades duas vezes com José Angulo, a melhor delas quando o atacante escorou sozinho um escanteio cobrado por Sornoza e a bola passou por cima do travessão. O início dos equatorianos foi tão bom que nem parecia que eles estavam jogando fora de casa.

Porém, dois ataques em sequência e muito parecidos mudaram a cara do jogo. Aos 15 minutos, Ruiz, da sua intermediária, fez lançamento para a corrida de Sosa, que ganhou na corrida da marcação de Ayala e bateu cruzado para fazer 1 a 0 para o Pumas. Aos 17, foi a vez de Cortés fazer o lançamento para Sosa entrar mais uma vez pela direita nas costas de Ayala. O atacante argentino voltou a bater cruzado sem chance para Azcona para fazer 2 a 0 e festejar o seu oitavo gol na competição.

Com a vantagem, o Pumas passou a ficar no seu campo, deixando o Del Valle com o domínio, mas sem espaços para as finalizações. E quase ampliou no fim do primeiro tempo com Quiñónes. 

O segundo tempo começou equilibrado, com uma chance para cada equipe. Porém, quando o lateral Ayala fez uma falta muito violenta em cima de Sosa e foi expulso, deixando o Del Valle com um a menos e ainda precisando fazer um gol para levar o jogo para os pênaltis, tudo parecia muito favorável ao Pumas, que se lançou ainda mais ao ataque com a entrada de Fidel Martínez no lugar de Quiñónes.

Porém, quando tudo parecia perdido, o Del Valle achou o seu gol aos 20 minutos. Sornoza cobrou uma falta quase na ponta esquerda. A bola passou por José Angulo e por Mina (que estava impedido no lance) e enganou o goleiro Palácios, que deixou a bola passar por suas pernas.

O resultado levaria o jogo para os pênaltis e o Del Valle tratou de se fechar depois dos 25 minutos. Levou muito sufoco, por pouco Ludueña não marcou para o Pumas  numa cobrança de falta, mas a decisão foi para os pênaltis.

FICHA TÉCNICA
PUMAS (MEX)  2 X 1 INDEPENDIENTE DEL VALLE (EQU) - 3 a 5 nos pênaltis

Quartas de final da Libertadores-2016 - Jogo de volta

DATA E HORÁRIO: 24/5/2016 - 21h45min (de Brasília)
LOCAL: Estádio Olímpico, Cidade do México (MEX)
ÁRBITRO: Victor Carrillo (PER)
AUXILIARES: Braulio Cornejo e Víctor Ráez (PER)
CARTÕES AMARELOS: Alatorre, Cortés (PUM), Caicedo, Mina, Cabezas, Tellechea (VAL)
CARTÕES VERMELHOS: Ayala, aos 10'/2ºT (VAL)

GOLS: Sosa, 15'/1ºT (1-0), Sosa, 17'/1ºT (2-0), Sornoza, 20'/2ºT (2-1)

NOS PÊNALTIS
Para o Pumas: Herrera, Ludueña, Ruiz marcaram; Sosa perdeu.
Para o Del Valle:  Cortez, Tellechea, Jose Angulo, Caicedo  e Mina marcaram.

PUMAS: Palácios; Alatorre, Alcoba, Darío Verón e Fuentes; Ruiz, Cortés (Ludueña, 27'/2ºT) e Sosa; Quiñónes (Fidel Martínez, 15'/2ºT) ,  Britos (López, 40'/2T) e Herrera. TEC: Guillermo Vazquez

INDEPENDIENTE DEL VALLE: Azcona; Núñes, Mina, Caicedo e Ayala; Julio Angulo (Cortez, 47'/2ºT) , Arroyo (Tellechea, 42'/2ºT), Orejuela, e Cabezas; Sornoza (Uchuari, 33'/2ºT) e Jose Angulo. TEC: Pablo Repetto