LANCE!
04/05/2016
17:38
Madri (ESP)

Madri é novamente a capital do futebol europeu. Nesta quarta-feira, no Santiago Bernabéu, no jogo de volta da semifinal, o Real Madrid foi amplamente superior ao Manchester City para derrotá-lo por 1 a 0 e fazer a final da Liga dos Campeões contra o Atlético, no dia 28 de maio, no San Siro. Os times reeditam a decisão de 2014, quando os Merengues venceram os Colchoneros por 4 a 1, na prorrogação, e confirmaram o décimo título do torneio.


O Real precisava de uma simples vitória após o 0 a 0 da ida. O placar mínimo acabou ficando barato para os Citizens, assim como o resultado na Inglaterra.

Apesar de não exercer uma pressão intensa sobre o adversário, o Real Madrid teve o domínio do primeiro tempo. Com troca rápida de passes, os Merengues envolveram o City e o deixaram estático no campo de defesa. A saída, no entanto, era mesmo pelas pontas. Carvajal se apresentou na direita e passou para Bale emendar no ângulo de Hart. A bola pegou em Fernando, apontado, injustamente, pelo árbitro como autor do gol contra.

A grande preocupação dos Blancos foi com a performance do atacante Cristiano Ronaldo. De volta após lesão, o camisa 7 teve um primeiro tempo bastante apagado, mas se soltou durante os 45 minutos finais.

O Manchester City não conseguiu repetir as duas boas atuações fora de casa nos jogos de mata-mata desta Champions. Lento e previsível, o time inglês quase não conseguiu ficar com a bola quando foi obrigado a sair para o ataque. Apenas nos minutos finais da primeira etapa, os visitantes criaram uma boa chance. Fernandinho disparou uma bomba de fora da área. A bola passou perto do gol de Navas.

No segundo tempo, o apático volante Yaya Touré foi sacado para a entrada do atacante Sterling. Iheanacho entrou no lugar de Navas, abrindo três atacantes no lado visitante. O City parecia que não estava disposto a brigar por sua primeira final de Champions. Nem mesmo com as alterações arrojadas do técnico Manuel Pellegrini.

O Real, em contrapartida, seguiu martelando, como se estivesse atrás no marcador. Os Blancos tiveram bola na trave de Bale e Hart salvando gol de Modric. Seria uma injustiça tremenda se não fossem a Milão.

FICHA TÉCNICA

REAL MADRID 1 x 0 MANCHESTER CITY


Local: Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Data e hora: 4 de maio de 2016, às 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina (SVN)
Auxiliares: Jure Praprotnik (SVN) e Robert Vukan (SVN)
Cartão Amarelo: Vázquez (REA); De Bruyne, Fernando, Otamendi (MAN)
Cartão Vermelho:
Gols: Fernando (contra), 20'/1ºT (1-0)

REAL MADRID: Keylor Navas, Carvajal, Sergio Ramos, Pepe e Marcelo; Isco (James Rodríguez, 21'/2ºT), Modric (Kovacic, 42'/2ºT) e Kroos; Jesé (Vázquez, 10'/2ºT), Bale e Cristiano Ronaldo. Técnico: Zinedine Zidane.

MANCHESTER CITY: Hart, Sagna, Otamendi, Kompany (Mangala, 9'/1ºT) e Clichy; Yaya Touré (Sterling, 16'/2ºT), Fernando, Fernandinho, Jesus Navas (Iheanacho, 24'/2ºT) e De Bruyne; Agüero. Técnico: Manuel Pellegrini.