Messi

Messi levou a Bola de Ouro nesta segunda-feira  (Foto: FABRICE COFFRINI/AFP)

RADAR/POOL/LANCE!
11/01/2016
17:46
Barcelona (ESP)

Messi levou a sério o desafio lançado por Cristiano Ronaldo em igualar suas conquistas da Bola de Ouro. Foi uma ingenuidade do português, que no ano passado deu aquele grito bizarro de Siiiiiim! que assustou Blatter e Henry. Certamente muitas coisas aconteceram desde então. O ex-presidente da Fifa se viu envolvido em um mar de corrupção, o Barcelona voltou a ser a equipe referência no mundo. CR7 viu que Benzema e Bale também buscam seus espaço com gols e que ele vê a força emergente de Neymar como uma ameaça cada vez maior ao segundo posto, caso se confirmem todas as expectativas.

Nada põe em dúvida que Messi está muito acima dos demais. Neymar, em seu terceiro ano de Espanha, já se mostra como seu herdeiro por seus recursos técnicos, embora Cristiano Ronaldo viva de sua chuva de gols. Messi também é uma máquina de fazer gols, além da habilidade para fazer jogadas, as assitências, sua visão 3D e sua presença de liderança e grupo. Mais do que a conquista da quinta Bola de Ouro em Zurique, assistimos sem dúvida a coroação e proclamação de Messi como o jogador mais valioso e completo do mundo onde o futebol tem sua época mais competitiva e exigente da história. Ninguém esteve por nove anos seguidos neste patamar.


Em resumo, virão mais cinco "balones".