Reunião dos clubes sul-americanos

Dirigentes vão se reunir novamente no mês de maio, em Assunção (Foto: Fábio Suzuki)

LANCE!
31/03/2016
18:28

Após reunião de cerca de três horas no estádio Morumbi, dirigentes de cerca de 40 clubes da América do Sul não chegaram a um consenso quanto a atuação da Liga Sul-Americana de Clubes. O impasse é em relação ao principal objetivo da entidade: enquanto parte dos integrantes defendem que ela seja uma liga independente, outra ala quer que o grupo atue apenas como um órgão de fiscalização das atividades da Conmebol. 

Por conta do impasse, os dirigentes têm até o dia 10 de maio para chegarem a um consenso para apresentarem uma proposta na próxima reunião da Liga, agendada para o dia 19 de maio, em Assunção, no Paraguai. 

- Ainda tem uma divergência em relação ao entendimento do objetivo da LIga. Para mim, teria que ser uma liga independente mas outros querem apenas fiscalizar o futebol sul-americano - comentou Modesto Roma Jr., presidente do Santos e um dos participantes do encontro em São Paulo. 

Ao final da reunião desta quinta-feira, foi apresentada uma minuta aos dirigentes dos clubes para ser debatida até o dia 10 de maio. As discussões não serão presenciais mas apenas por meios eletrônicos, como email e WhatsApp.

- Primeiro, temos que nos unir. Não existe Argentina, Brasil ou Uruguai, temos que estarmos todos juntos e é nesse sentido que vamos trabalhar - disse Roberto de Andrade, presidente do Corinthians, antes do encontro. 

Dirigentes dos doze grandes clubes brasileiros estiveram presentes na reunião desta quinta: Grêmio, Internacional, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, Corinthians, Santos, São Paulo, Palmeiras, Cruzeiro e Atlético Mineiro. 

Criada no final do ano passado, a Liga Sul-Americana de Clubes teve até o momento três reuniões. Os dois primeiros encontros ocorreram em Montevidéu (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina). O próximo, agora, é em Assunção (Paraguai).