Paulinho - Chelsea x Barcelona

Paulinho foi titular contra o Chelsea (Foto: Ian Kington / AFP)

LANCE!
21/02/2018
12:00
Londres (ING)

O Barcelona conquistou importante resultado ao empatar em 1 a 1 com o Chelsea, em Stamford Bridge, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões. A atuação do time não foi de encher os olhos, com as principais chances criadas pelos londrinos. O jornal "Sport" criticou o técnico Ernesto Valverde por manter Paulinho - que saiu aos 17 minutos do segundo tempo, dando lugar a Aleix Vidal - por muito tempo na partida.

De acordo com a publicação, Dembélé, que custou mais de 100 milhões de euros (R$ 401 milhões) e está de volta após lesão, deveria entrar na vaga do brasileiro nas próximas partidas.

- Serão quatro jogos antes do dia 14 de março, dia do jogo decisivo contra o Chelsea. O "doutor" Valverde tem carta branca para começar a fazer experiências: Ousmane Dembelé está pronto - escreveu o "Sport".

Dembélé teve grave lesão na coxa em setembro, que o tirou de ação por três meses e meio. O francês voltou aos campos em janeiro, mas logo sentiu dores no local, ficando mais um tempo fora. O jogador já está totalmente recuperado e vem sendo relacionado para as partidas do Barcelona, mas não vem entrando. Contra o Chelsea, a atuação de Paulinho foi bastante criticada pelos jornais espanhóis.

Sport
Capa do jornal "Sport" desta quarta-feira (Foto: Reprodução)

O "Sport" foi o fez as mais duras críticas à exibição de Paulinho. Para o periódico, o brasileiro estava 'desorientado' atuando pelos lados de campo.

- Lembrou mais o jogador irrelevante do Tottenham do que o prodigioso chegador do Barça - criticou o jornal, em referência à passagem sem sucesso do brasileiro pelos Spurs.

Já o "Mundo Deportivo" afirmou que Paulinho não se sentiu bem atuando como meia. 

- Provavelmente Valverde esperava um Chelsea com mais jogo aéreo do que por baixo. De cabeça, teve a melhor oportunidade para o Barça, perdeu uma bola perigosa e esteve hesitante em uma opção clara de contra-ataque.

Vale destacar que Philippe Coutinho não pode atuar nesta edição da Liga dos Campeões pelo Barcelona por ter disputado a fase de grupos pelo Liverpool, seu ex-clube.