2penalti

Jan Hrebacka chuta por cima do gol e dá fim a longa disputa (Imagem: Reprodução de internet)

LANCE!
05/06/2016
00:45
Rio de Janeiro (RJ)

Uma disputa de pênaltis inusitada roubou a cena em uma divisão regional da República Tcheca. Após empate por 3 a 3, dois times deram 52 cobranças até que fosse definido um vencedor, em uma disputa que "parecia eterna". No fim das contas, o SK Batov 1930 superou o FC Frystak por 22 a 21, depois de 26 cobranças de cada lado.

O duelo nos pênaltis chegou a ficar nas mãos do Frystak por três vezes, nos empates por 4-4, 11-11 e 14-14, porém seus batedores desperdiçaram suas cobranças. Jan Hrebacka foi o responsável pela última cobrança, chutando por cima do gol. Todos os jogadores já tinham ido para a bola duas vezes e alguns já estavam no terceiro chute.

Hrebacka afirmou que seus companheiros não ficaram chateados com sua falha.

- Eles estavam felizes de voltar para casa - disse.

Apenas 148 torcedores estiveram presentes no estádio. Segundo o jornal "DNES", o presidente do Frystak, Vratislav Rudolf, ameaçou ir embora depois da 41ª cobrança, alegando que estava "organizando um churrasco em casa".

De acordo com o livro dos recordes "Guinness", a maior disputa de pênaltis no futebol profissional foi protagonizada na final da Copa da Namíbia de 2015. Na ocasião, o KK Palace derrotou o Civic após 48 cobranças, levando a melhor por 17 a 16.