Thierry Henry (Foto: Justin Tallis / AFP)

Thierry Henry é ídolo de Arsenal e Barcelona (Foto: Justin Tallis / AFP)

LANCE!
22/03/2016
17:07
Cardiff (GAL)

O ex-jogador Thierry Henry, eterno ídolo do Arsenal, completou recentemente o curso de técnico pela Federação de Associação de Futebol do País de Gales (FAW). O ex-craque francês tirou a licensa A da Uefa. Porém, há uma acusação de que ele teria sido beneficiado no curso, conseguindo o principal diploma sem o mesmo esforço de outros.

Quem levantou a suspeita foi Will Foley, escocês que jogou por clubes como Swansea, Cardiff e Newport. Para conseguir o diploma que Henry agora tem, são necessárias 180 horas de aula no espaço de um ano. De acordo com Foley, o campeão mundial pela França não cumpriu o tempo necessário nem para a licença B.

- É humanamente impossível que Henry tenha completado pelo menos sua licença B da Uefa e tenha finalizado todas as suas tarefas para ter a licença A, enquanto todos aqui não tiveram essa chance - acusou Foley em declarações reproduzidas pelo "Daily Mail", dando a entender que a FAW tem por hábito facilitar as licenças para nomes conhecidos:

- Em minha humilde opinião, a licença A tornou-se algo tão certo para grandes nomes conseguirem de forma acelerada, que os outros candidatos se sentem isolados e injustiçados. Será que não estão preocupados em que comecem a perguntar?

Ainda segundo o jornal "Daily Mail", Will Foley acabou desistindo do curso por causa disso. Ele ainda vai pedir o dinheiro de volta.

Além de Henry, outros ex-jogadores importantes fizeram os seus cursos no País de Gales, como Lehmann, Desailly, Vieira, Ginola e Roberto Martínez. Procurada pela imprensa inglesa, a FAW não quis se pronunciar sobre as acusações.