LANCE!
02/12/2016
12:12
Zurique (SUI)

Antoine Griezmann, do Atlético de Madrid, é o 'intruso' da vez na briga contra Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, e Lionel Messi, do Barcelona, pelo posto de melhor jogador do mundo. Após excelente temporada, o atacante francês superou os concorrentes para figurar entre os três finalistas para faturar o prêmio, conforme divulgou a Fifa nesta sexta-feira. A cerimônia de entrega será no dia 9 de janeiro, em Zurique, na Suíça.

O melhor jogador é escolhido conforme combinação de alguns critérios: 50% são referentes a votos de capitães e treinadores de todas as seleções do mundo. O voto popular representa 25%, enquanto os outros 25% vêm de 200 jornalistas escolhidos entre os seis continentes.

Messi e Cristiano Ronaldo monopolizam a briga pelo prêmio desde 2008. Desde então, somente o argentino e o português venceram. O último 'mortal' a ganhar foi Kaká, em 2007, à época em grande fase pelo Milan. 

Cristiano Ronaldo é considerado o grande favorito à conquista do prêmio de melhor do mundo. Além dos muitos gols, ele conquistou a Liga dos Campeões pelo Real Madrid e ainda comandou - apesar de sair lesionado na final - Portugal na vitória sobre a França, por 1 a 0, que garantiu pela primeira vez o título da Eurocopa para os lusos.

Cristiano Ronaldo - Real Madrid x Sporting Gijón
Ronaldo é o favorito ao prêmio (Foto: Javier Soriano / AFP)

Griezmann, por sua vez, é o grande destaque do Atlético de Madrid, que mais uma vez vem assombrando os rivais na Espanha e na Europa. Sob o comando de Diego Simeone, o Colchonero foi vice da Champions, perdendo para o Real de Cristiano Ronaldo. O atacante foi artilheiro e finalista da Eurocopa com a França, sucumbindo em casa para Portugal.

Griezmann - Atletico de Madrid
Griezmann: principal nome do Atlético (Foto: Reprodução / Facebook)

Lionel Messi pode ganhar o prêmio pela sexta vez. Ele ajudou o Barcelona a conquistar o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei nesta temporada.

Messi - Celtic x Barcelona
Lionel Messi corre por fora em 2016 (Foto: Paul ELLIS / AFP)