Gerardo Martino (Foto: AFP/Juan Mabromata)

Gerardo Martino será o comandante da Argentina na Olimpíada (Foto: AFP/Juan Mabromata)

LANCE!
05/07/2016
13:05
Buenos Aires (ARG)

A crise pela qual passa o futebol argentino pode deixar o país sem equipe na Olimpíada do Rio de Janeiro. De acordo com o presidente do Comitê Olímpico Argentino (COA), Gerardo Werthein, as chances são de 50% de os hermanos não apareceram no Brasil.

- De 1 a 10, hoje tem 50% de chances da Argentina não apresentar equipe de futebol masculino nos Jogos Olímpicos. É um pouco do que acontece com a AFA (Associação de Futebol da Argentina). Faz 20 meses que não fala conosco - disse o dirigente, à rádio "Mitre".

O cartola revelou que teve que dialogar com os clubes para negociar a liberação dos jogadores para a competição.

- A AFA não se mexe, não toma decisões, é uma AFA muda. O futebol é uma representação muito importante para o país. E hoje não se poder formar um elenco para competir no Rio é uma vergonha.

Devido à crise na entidade, o técnico Gerardo Martino teve que adiar em uma semana o planejamento de preparação para o torneio de futebol dos Jogos Olímpicos. A expectativa era que começasse na última segunda-feira.

Argentina x Chile
Messi perdeu pênalti contra o Chile na Copa América (Foto: AFP)

A perda do título da Copa América Centenário nos pênaltis para o Chile acentuou ainda mais a crise na entidade. O presidente Luis Segura renunciou ao cargo recentemente. O craque Lionel Messi fez duras críticas à AFA e ameaçou que não jogaria mais pela seleção.