Barcelona x Atletico Madrid (foto:LLUIS GENE / AFP)

Barcelona x Atletico Madrid (foto:LLUIS GENE / AFP)

LANCE!
05/04/2016
17:41
Barcelona (ESP)

O atacante Suárez estava manso até os 17 minutos do segundo tempo. Sem aparecer, o uruguaio acompanhou Fernando Torres abrir o placar para o Atlético de Madrid e deixar o rival com dez homens dez minutos depois. O Barcelona veio com tudo, e o Pistoleiro estava lá para acabar com a retranca do adversário da capital espanhola e garantir a virada de 2 a 1 sobre os Colchoneros, nesta terça-feira, no Camp Nou, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

A vitória no clássico permite ao Barça jogar por um empate para chegar à semifinal da Champions. A volta será no dia 13, no Vicente Calderón. Ao Atlético, está valendo um triunfo por 1 a 0 ou qualquer outro com dois gols de diferença.

Irreconhecível a atuação do Barcelona durante o primeiro tempo do clássico. Acostumados a enfrentar adversários defensivos, os Blaugranas quase não concatenaram nenhuma jogada de perigo. A única em 45 minutos saiu de um cruzamento de Daniel Alves para uma cabeçada para fora de Neymar. Tabela, triangulação, toque de bola para envolver o adversário, nada!

Impressionante também a eficiência do Atlético de Madrid. Na primeira chegada ao ataque, Koke rolou rasteiro. Fernando Torres entrou no meio de dois defensores e tocou por baixo das pernas de Ter Stegen para abrir o marcador. Na segunda vez, Griezmann finalizou com muito perigo. Desta vez, o goleiro alemão do Barça conseguiu colocar para fora.

Barcelona x Atletico Madrid (foto:LLUIS GENE / AFP)
Expulsão de Torres matou o Atlético (foto:LLUIS GENE / AFP)

Fernando Torres, em duas faltas bobas, conseguiu ser expulso. O Atlético de Madrid estava tão determinado na marcação que a ausência de El Niño não foi notada até o fim da etapa inicial. O Colchonero seguiu com as portas trancadas, deixando os donos da casa sem opção a não ser chutar de longe.

No segundo tempo, o Atlético inovou e passou a jogar no 4-5-0, com a entrada do volante Augusto Fernández no lugar do atacante Ferreira Carrasco. A tática, claro, chamou o Barcelona para uma pressão descomunal. Neymar acertou a trave. Messi quase marca de bicicleta.

Desde que assumiu o Barça, Luis Enrique jamais perdeu para Simeone: sete jogos, sete vitórias


A pergunta que todo espectador fez. Quanto tempo o Atlético de Madrid resistiria? 17 minutos, respondeu Suárez, que completou chute cruzado de Jordi Alba. Tudo igual, o Barça ainda foi na contramão de Simeone, tirando um volante (Rakitic) para meter o quarto atacante (Rafinha).

O Barça passou a ser o dono da partida. O Atlético ficou completamente sem opção. A lógica não foi contrariada. Os catalães foram construindo as jogadas até o segundo gol. Daniel Alves colocou para Suárez se converter no algoz dos Rojiblancos. Mesmo em vantagem, o time de Luis Enrique seguiu em cima, mas sem o mesmo ímpeto dos minutos anteriores.

FICHA TÉCNICA

BARCELONA 2 x 1 ATLÉTICO DE MADRID

Local: Camp Nou, em Barcelona (ESP)
Data e hora: 5 de abril de 2016, às 15h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Felix Brych (ALE)
Auxiliares: Mark Borsch (ALE), Stefan Lupp (ALE)
Cartão Amarelo: Suárez, Mascherano, Busquets (BAR); Fernando Torres, Koke, Griezmann, Lucas, Oblak, Filipe Luís, Augusto Fernández (ATL)
Cartão Vermelho: Fernando Torres, 37'/1ºT
Gols: Fernando Torres, 27'/1ºT (0-1); Suárez, 17'/2ºT (1-1), Suárez, 28'/2ºT (2-1)

BARCELONA: Ter Stegen, Daniel Alves, Piqué, Mascherano e Jordi Alba; Busquets (Sergi Roberto, 37'/2ºT), Rakitic (Rafinha, 18'/2ºT) e Iniesta (Arda Turán, 39'/2ºT); Messi, Suárez e Neymar. Técnico: Luis Enrique.

ATLÉTICO DE MADRID: Oblak, Juanfran, Godín, Lucas e Filipe Luís; Gabi, Saul (Correa, 45'/2ºT), Koke e Griezmann (Thomas, 30'/2ºT); Carrasco (Augusto Fernández, 8'/2ºT) e Fernando Torres. Técnico: Diego Simeone.