Torcedores do Sporting invadem CT e agridem jogadores e comissão técnica

Cerca de 50 torcedores invadiram o CT do clube e agrediram alguns atletas. Bas Dost foi o mais visado (Reprodução)

LANCE!
16/05/2018
10:37
Lisboa (POR)

Os ataques realizados por 50 torcedores do Sporting ao centro de treinamento do clube na última terça-feira ainda repercutem na Europa. Após os atletas ameaçarem não entrar em campo no próximo domingo pela final da Taça de Portugal, contra o Desportivo Aves, os mesmos emitiram nota junto ao Sindicato dos Jogadores afirmando que vão a campo:

"Sem embargo de os abaixo assinados considerarem não ter condições anímicas e psicológicas para de imediato retomarem a sua atividade de uma forma normal, porque a final da Taça de Portugal é uma festa do futebol português (…), sem prejuízo das decisões que cada um tomará, os abaixo assinados honrarão a sua condição de profissionais disputando o jogo da final da Taça de Portugal no dia 20 de maio" - explicou o comunicado.

Dentro do clube, as palavras após o acontecido eram de medo. Márcio Sampaio, um dos preparadores físicos da equipe portuguesa descreveu os momentos vividos em Alcochete:

- Eu hoje sai de casa para ir fazer o que mais gosto, no clube do meu coração, pensando num sonho pessoal, vencer a taça com esta equipe. Assisti a um ataque que nunca vai ser possível descrever. Ninguém tem noção do que aconteceu e não admito que brinquem com a vida ou com o ataque bárbaro que vivemos. Estamos assustados, tristes, desiludidos e com medo. Respeitem quem passou momentos de aflição e terror. Isto é uma vergonha, foi um ato criminoso não foi uma briga de amigos na rua. - publicou o preparador em seu perfil oficial no Facebook.

Outro que sofreu diretamente com os momentos de violência no centro de treinamento de Sporting foi o atacante Bas Dost. O holandês foi o mais visado pelos vândalos, e foi atingido por um projetil, que fez um corte na cabeça do atleta, que teve der ser levado para o hospital. Dost também falou sobre o assunto após a sutura dos ferimentos:

- Ficamos todos aterrorizados, aquilo foi uma ameaça real. Eu sinto-me completamente vazio, foi um drama para todos - disse o atacante ao site holandês 'AD'.

Em nota oficial, o clube condenou os atos praticados pelos manifestantes e disse que tomará as medidas cabíveis para punir os responsáveis pelos atos de violência:

"O Sporting Clube de Portugal repudia de forma veemente os acontecimentos registados hoje na Academia Sporting. Não podemos de forma alguma pactuar com atos de vandalismo e agressão a atletas, treinadores e staff do Futebol Profissional, nem com atitudes que configuram a prática de crime que em nada honram e enobrecem o Sporting Clube de Portugal. O Sporting não é isto, o Sporting não pode ser isto. Tomaremos todas as diligências no sentido de apurar cabais responsabilidades pelo que aconteceu e não deixaremos de exigir a punição de quem agiu desta forma absolutamente lamentável."