LANCE!
14/04/2016
13:32
São Paulo (SP)

O que o Palmeiras precisa para se classificar às oitavas de final da Copa Libertadores? Simples: vencer o River Plate (URU), no Allianz Parque, e torcer pela vitória do Nacional (URU) sobre o Rosario Central (ARG), em Montevideu, descontando um saldo hoje favorável de três gols dos argentinos. E por que acreditar que isso pode acontecer nesta noite? Há razões para crer, sim:

1) Acredita em superstição? Cleiton Xavier na lista...

O meia não joga desde agosto do ano passado, mas foi relacionado justamente para um jogo decisivo em Libertadores. Quem não se lembra do golaço que ele marcou contra o Colo-Colo em 2009 e classificou o time às oitavas no último suspiro? Verdão precisa vencer, fora, na última rodada da fase: 1 a 0.


2) Rosario em queda

Para se classificar, o Palmeiras precisa torcer para o Rosario Central perder no Uruguai para o Nacional (além de ultrapassar os argentinos no saldo de gols). A fase dos hermanos anima: são três jogos sem vitória, com dois empates (contra Olimpo, pelo Argentino, e o próprio Palmeiras) e uma derrota para o Vélez no último fim de semana.

3) Nacional forte
O time uruguaio está invicto há cinco jogos no Parque Central, palco do jogo contra o Rosario Central, com quatro vitórias e dois empates. O Palmeiras precisa torcer por eles para avançar.

4) Cuca de volta para casa
Ele fará sua estreia como técnico no Allianz Parque e costumava se dar bem no local (à época chamado de Palestra Itália) como jogador do Verdão: fez 10 jogos, com nove vitórias e só uma derrota, em 1992.

5) Dudu está de volta
O camisa 7 costuma ser o artilheiro dos jogos mais importantes, como a final da Copa do Brasil do ano passado (fez dois gols) e o Dérbi deste ano (fez o gol da vitória). Recuperado de lesão na coxa direita, está relacionado.

6) Fernando Prass, o paredão
Quando o Palmeiras precisa, o goleiro aparece para salvar. Se o River tiver um pênalti a favor, deixa com ele! De abril de 2015 a abril de 2016, Prass já defendeu nove cobranças, sendo quatro neste ano (dois contra o Nacional, na Copa Antel, um contra o Rosario e um contra o Corinthians).

7) Lucas Barrios com fome de gols
Paraguaio deve ficar no banco hoje. Problema? Pelo contrário. Nos últimos dois jogos, contra Rosario e Mogi Mirim, ele saiu do banco para marcar gols importantes, que garantiram sobrevida ao clube na Libertadores e a classificação às quartas no Paulista. Repete a dose?

8) De volta ao Allianz Parque
Quando é jogo de vida ou morte, o Palmeiras costuma fazer de sua arena uma fortaleza. Na Copa do Brasil do ano passado, por exemplo, foram cinco vitórias e um empate. O título veio!

9) Torcida empolgada
Já foram vendidos mais de 26 mil ingressos para o jogo desta quinta-feira (até a noite de quarta). Torcida do Palmeiras promete apoiar o tempo todo e transformar a arena em um caldeirão.


10) No embalo após a crise

O Palmeiras, enfim, engrenou sob o comando de Cuca na temporada. Depois de quatro derrotas seguidas, o time reagiu e já não perde há quatro partidas, com três vitórias. Venceu jogo importante, contra o Corinthians, se classificou no Paulistão e quase bateu o Rosario Central, fora de casa.