icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
08:30

*Pelo repórter Vinícius Britto

Fluminense não fez uma partida ruim. Teve certo controle das ações e criou oportunidades para sacramentar a partida quando o jogo ainda estava 1 a 0. Mas as falhas defensivas do time se evidenciaram na derrota para o fraco Joinville.

O título brasileiro, que já era difícil, tornou-se ainda mais improvável, com os tropeços frequentes do Flu para times de baixo da tabela. O Tricolor, se quiser conquistar algo na temporada, precisa focar na Copa do Brasil e no duelo da próxima quarta, contra o Paysandu.

Sobre o jogo, o Tricolor entrou em campo com um 4-3-3, com Jean e Edson mais presos, dando mais liberdade criativa ao Cícero. Na frente, Marcos Júnior pela direita, Lucas Gomes pela esquerda e Wellington Paulista no centro. Fred, que continua sofrendo com problemas físicos na temporada, saiu com sete minutos.

O time controlou o Joinville, foi melhor na primeira etapa e conseguiu seu gol no segundo tempo, com mais uma cabeçada certeira de Cícero. Além de ter desperdiçado outras oportunidades. Lucas Gomes se movimenta bem, mas finaliza mal demais. Falta treinamento.

No final do segundo tempo, o Joinville se jogou ao ataque e a pressão deu certo. A defesa esteve mal postada e bateu cabeça com frequencia. Além disso, a falta de um lateral de origem prejudica a recomposição pelo lado esquerdo. Scapa é muito bom no apoio (tem facilidade por ser meia), mas não tem noção de cobertura típica de um lateral.

Agora, o time precisa se recuperar rápido, que quarta-feira tem jogo decisivo na real chance de título da equipe na temporada.

*Pelo repórter Vinícius Britto

Fluminense não fez uma partida ruim. Teve certo controle das ações e criou oportunidades para sacramentar a partida quando o jogo ainda estava 1 a 0. Mas as falhas defensivas do time se evidenciaram na derrota para o fraco Joinville.

O título brasileiro, que já era difícil, tornou-se ainda mais improvável, com os tropeços frequentes do Flu para times de baixo da tabela. O Tricolor, se quiser conquistar algo na temporada, precisa focar na Copa do Brasil e no duelo da próxima quarta, contra o Paysandu.

Sobre o jogo, o Tricolor entrou em campo com um 4-3-3, com Jean e Edson mais presos, dando mais liberdade criativa ao Cícero. Na frente, Marcos Júnior pela direita, Lucas Gomes pela esquerda e Wellington Paulista no centro. Fred, que continua sofrendo com problemas físicos na temporada, saiu com sete minutos.

O time controlou o Joinville, foi melhor na primeira etapa e conseguiu seu gol no segundo tempo, com mais uma cabeçada certeira de Cícero. Além de ter desperdiçado outras oportunidades. Lucas Gomes se movimenta bem, mas finaliza mal demais. Falta treinamento.

No final do segundo tempo, o Joinville se jogou ao ataque e a pressão deu certo. A defesa esteve mal postada e bateu cabeça com frequencia. Além disso, a falta de um lateral de origem prejudica a recomposição pelo lado esquerdo. Scapa é muito bom no apoio (tem facilidade por ser meia), mas não tem noção de cobertura típica de um lateral.

Agora, o time precisa se recuperar rápido, que quarta-feira tem jogo decisivo na real chance de título da equipe na temporada.