icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
29/08/2015
11:02

O duelo entre Fluminense e Vitória, válido pelo primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro sub-20 (empate em 1 a 1), disputado na última quinta-feira, no Maracanã, também foi marcado por um acontecimento fora de campo: a campanha de arrecadação de alimentos superou as expectativas dos organizadores. Os 8.245 torcedores que compareceram ao jogo fizeram a arrecadação de alimentos chegar a mais de oito toneladas, que foram destinadas às instituições apoiadas pelo projeto RioSolidário.

Na sexta, representantes do estádio, do Tricolor e do RioSolidário se reuniram na sede do clube, nas Laranjeiras. O intuito foi celebrar o sucesso do projeto. O diretor de marketing do Maracanã, Marcelo Frazão, por exemplo, disse ter fica impressionado com a presença do público. Ele também ressaltou o interesse em promover a ação em outras oportunidades. 

- São dois aspectos surpreendentes: O comparecimento do público, pelo fato de ser um jogo sub-20, ter um horário complicado para partidas e ainda assim conseguimos um público maior que a média do Campeonato Carioca. Crianças, idosos, a família toda compareceu e com vontade de ajudar. A grande adesão à campanha é fenomenal. É uma ação pioneira. Fluminense e Maracanã abriram as portas e espero contar com outros clubes em ações futuras - disse.


O Vice-presidente de projetos especiais do Fluminense, Pedro Antônio Ribeiro da Silva, também elogiou a atitude dos tricolores que estiveram no duelo decisivo e ajudaram com as doações.

- Foi uma chave de ouro no trabalho feito em Xerém. Crianças do Brasil inteiro passam a treinar e ter uma boa educação nas divisões de base do Fluminense. É preciso agradecer ao Maracanã, que foi extremamente gentil. E também à torcida do Fluminense que compareceu em grande número e fez um caldeirão tricolor. O reflexo foi a solidariedade. O RioSolidário ganhou mais de oito toneladas de produtos. A torcida tricolor é solidária e fez um casamento perfeito com a cidadania.

O duelo entre Fluminense e Vitória, válido pelo primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro sub-20 (empate em 1 a 1), disputado na última quinta-feira, no Maracanã, também foi marcado por um acontecimento fora de campo: a campanha de arrecadação de alimentos superou as expectativas dos organizadores. Os 8.245 torcedores que compareceram ao jogo fizeram a arrecadação de alimentos chegar a mais de oito toneladas, que foram destinadas às instituições apoiadas pelo projeto RioSolidário.

Na sexta, representantes do estádio, do Tricolor e do RioSolidário se reuniram na sede do clube, nas Laranjeiras. O intuito foi celebrar o sucesso do projeto. O diretor de marketing do Maracanã, Marcelo Frazão, por exemplo, disse ter fica impressionado com a presença do público. Ele também ressaltou o interesse em promover a ação em outras oportunidades. 

- São dois aspectos surpreendentes: O comparecimento do público, pelo fato de ser um jogo sub-20, ter um horário complicado para partidas e ainda assim conseguimos um público maior que a média do Campeonato Carioca. Crianças, idosos, a família toda compareceu e com vontade de ajudar. A grande adesão à campanha é fenomenal. É uma ação pioneira. Fluminense e Maracanã abriram as portas e espero contar com outros clubes em ações futuras - disse.


O Vice-presidente de projetos especiais do Fluminense, Pedro Antônio Ribeiro da Silva, também elogiou a atitude dos tricolores que estiveram no duelo decisivo e ajudaram com as doações.

- Foi uma chave de ouro no trabalho feito em Xerém. Crianças do Brasil inteiro passam a treinar e ter uma boa educação nas divisões de base do Fluminense. É preciso agradecer ao Maracanã, que foi extremamente gentil. E também à torcida do Fluminense que compareceu em grande número e fez um caldeirão tricolor. O reflexo foi a solidariedade. O RioSolidário ganhou mais de oito toneladas de produtos. A torcida tricolor é solidária e fez um casamento perfeito com a cidadania.