Lateral Lucas faz sua estreia com a camisa do Cruzeiro

Hoje no Flu, Lucas disputou o Campeonato Brasileiro pelo Cruzeiro (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

LANCE!
13/01/2017
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Apresentado como reforço do Fluminense, Lucas admite que o rendimento em 2016, vestindo a camisa do Cruzeiro, foi abaixo do esperado. O lateral-direito chega ao Tricolor para ser titular na equipe comandada por Abel Braga, mas precisará reencontrar o bom futebol. Para isso, o atleta conta com a confiança do novo treinador, que indicou sua contratação à diretoria do clube carioca.

- No Cruzeiro, fui um pouco abaixo do que estava apresentando, mas fui bem nos outros clubes que joguei. Agora quero muito repetir os bons momentos, conquistar títulos, é isso que motiva o jogador e deixa ele marcado na história do clube - comentou Lucas, de 28 anos, antes de completar:

- No Palmeiras eu dei certo, sim. Fui capitão, conquistei títulos. Futebol é um ciclo. A única equipe em que eu não rendi o esperado foi o Cruzeiro, mas foi uma série de situações como trocas de treinadores, forma de jogar, assumo a responsabilidade. Mas no Palmeiras deu certo, não à toa fui capitão da equipe.

Com contrato com o Palmeiras até o fim de 2018, Lucas está emprestado ao Fluminense até dezembro de 2017. Após destacar-se no Botafogo, o atleta foi contratado pelo clube paulista em 2015 e conquistou a Copa do Brasil. Na temporada passada, disputou o Brasileirão pelo Cruzeiro sem destaque.

A missão do atleta é voltar a viver os bons momentos que viveu no Rio de Janeiro, com a camisa do Botafogo entre os anos de 2011 e 2014, mas agora defendendo a camisa do Tricolor das Laranjeiras.

A readaptação ao novo clube, de acordo com o próprio lateral, será rápida.

- No futebol, boa parte do atleta vem da confiança. Ter a confiança do grupo, da direção e comissão técnica é sempre bom. Tem tudo pra ser um bom ano, é trabalhar bastante na pré-temporada para corresponder à altura - disse Lucas.

Em sua apresentação oficial, Lucas, que treina com o elenco tricolor no CT Pedro Antonio desde segunda-feira, comentou suas características em campo.

- Meu futebol mudou um pouco de quando comecei. Quando cheguei ao profissional, se jogava muito com três zagueiros e o lateral funcionava como um ala. Me adaptei aos pedidos dos treinadores e hoje sei o momento de atacar e defender e tenho mais equilíbrio - finalizou o reforço do Fluminense.