Fluminense x Criciuma (foto:Nelson Perez/Fluminense)

Gerson anotou os dois gols da vitória do Tricolor das Laranjeiras em Juiz de Fora (foto:Nelson Perez/Fluminense)

Patrick Monteiro
10/03/2016
23:34
Rio de Janeiro (RJ)

Para o bem e para o mal, o Fluminense transitou na contramão da lógica durante a maior parte da fase de grupos da Primeira Liga: perdeu, em Volta Redonda, para o Atlético-PR, e derrotou o Cruzeiro, em Belo Horizonte. Mas, na última rodada, precisava e acertou o trajeto. Em Juiz de Fora (MG), o Tricolor venceu o Criciúma por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, e garantiu sua presença na semifinal do torneio. Gerson foi o autor dos gols que fizeram o técnico Levir Culpi estrear com o pé direito no clube carioca.

Mesmo debutando no Tricolor e pregando a busca por resultados rápidos, Levir optou por mandar a campo um time praticamente reserva para enfrentar um outro com característica semelhante – o Tigre também não escalou sua força máxima. Dos que iniciaram a partida contra o América, pelo Carioca, somente Diego Cavalieri, Henrique e Pierre foram selecionados. Curiosamente, os dois últimos cumprirão suspensão no clássico contra o Botafogo.

Assim, sobrou oportunidade para quem vem passando longe da lista dos 11 titulares nos jogos. Um deles era Gerson. O meia – que já está vendido para a Roma (ITA) e retornou para ficar mais um tempo nas Laranjeiras – tratou de espantar logo qualquer zebra. Com apenas quatro minutos, ele aproveitou a cobrança de escanteio de Eduardo, que foi desviada de cabeça por Renato Chaves, e colocou a bola dentro do gol.

Enquanto Eduardo, Felipe Amorim e o próprio Gerson davam boa movimentação ao Tricolor, o Criciúma tentava colocar a bola no chão. Mas a redonda foi parar novamente na rede catarinense. Aos 32, Gerson (de novo ele) tirou proveito de uma indefinição na defesa e deu um toque suficiente para tirar o goleiro David de cena.

O Fluminense foi para o intervalo com a superioridade sobre o oponente, que demonstrava desentrosamento. Na volta, Cavalieri foi surpreendido por um cruzamento inesperado de Roger Guedes e quase não conseguiu evitar o pior. Era o tempero que o Tigre precisava para apimentar o jogo. Em outra tentativa, Gum salvou uma bola perigosa

O Tricolor ainda voltou a ameaçar, como num gol perdido por Gerson, que, de peito, marcaria o terceiro. Porém, o placar não sofreu mais alteração e o Flu, como mandante, vai encarar o Internacional, no dia 23 de março, por uma vaga na final.


FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2 X 0 CRICIÚMA

Local: Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data-Hora: 10/3/2016 - 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Ronei Cândido Alves
Auxiliares: Magno Arantes Lira e Marconi Helberth Vieira.
Público-Renda: 1.623 presentes / R$ 64.900
Cartões amarelos: Gerson (FLU) e Alex Santana (CRI)
Gols: Gerson 4' 1°T (1-0) e 32' 1°T (2-0)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan, Henrique (Gum, intervalo), Renato Chaves e Léo; Pierre, Douglas, Eduardo (Higor Leite, 14'/2°T), Gerson e Felipe Amorim; Pedro (Danielzinho, 23'/2°T) - Técnico: Levir Culpi

CRICIÚMA: David, Eduardo (Andrew, 14'/2°T), Nino, Ianson Acosta (Gustavo, intervalo) e Marlon; Ricardinho, Alex Santana, Natan (Crispim, 20'/2°T) e Wellington Saci; Roger Guedes e Bruno Lopes - Técnico: Roberto Cavalo