LANCE!
13/09/2017
17:42
Rio de Janeiro (RJ)

Com orçamento limitado para contratações na temporada, o Fluminense formou um elenco curto, com muitos atletas vindo da base. Mesmo assim, sem um patrocinador master, o clube tem dificuldades para fechar a conta: os salários estão atrasados há três meses. Henrique Dourado, no entanto, garante que não influencia no rendimento em campo.

- A diretoria já conversou com os jogadores sobre os atrasados. Estão fazendo esforço para quitar as pendências, mas não tem influenciado. Nós jogadores temos conversado muito sobre isso. Temos que deixar isso para a diretoria. Temos que nos preocupar em dar o nosso máximo - disse o Ceifador, que mantém foco na Sul-Americana.

- Ninguém aqui está pensando nisso (atrasos) agora. O jogo e o clube vão muito além disso

Em grande fase, o artilheiro do Brasil na temporada deu a volta por cima em um ano. Com apenas dois gols no segundo semestre do ano passado, o camisa 9 virou referência do elenco e esperança de gols neste ano. Ele explica.

​- O atleta tem que saber lidar com as dificuldades. Vivemos altos e baixos. Tem que ter uma base familiar muito boa e um psicológico bom.