LANCE!
19/10/2017
06:30
Rio de Janeiro (RJ)

Despencando no segundo turno, o Fluminense parecia se afundar na crise com elenco jovem e inexperiente. Para piorar, as lesões de Henrique e Renato Chaves desfalcaram o sistema defensivo. Mas foi a brecha ideal para Gum, recuperado de lesão e praticamente descartado no início do ano, retornar aos gramados e ajudar o clube novamente.

O retorno do zagueiro foi diante do Flamengo, ainda sem ritmo de jogo. Foram 44 minutos em campo até pedir substituição, sem sofrer gols. No jogo seguinte, novamente titular, vitória por 1 a 0 sobre o Avaí. Contra o São Paulo, pela primeira vez no ano completou 90 minutos em campo - e só foi vazado em lance de azar. Ele explica a flagrante melhora do sistema defensivo.

- Não existe jogo fácil no Brasileirão. Passamos por um momento difícil e agora estamos ciente do que fazer.  Conversamos muito com a comissão e o grupo entendeu. Muita pegada e disposição. Todos jogadores juntos, passando para o outro. Os experientes ajudando os mais jovens, tem que ser dessa forma - afirma o camisa 3, que não se ilude.

- O Fluminense começa a encaixar e crescer, mas ainda é pouco.

Após passar algumas horas na zona de rebaixamento na rodada anterior, o Fluminense respira aliviado na tabela. Após três jogos invictos com Gum - duas vitórias e um empate - a equipe de Abel está mais perto do G7 que do Z4.