levir culpi fluminense

Levir costuma parar os treinos para orientar o posicionamento do time (Foto:Nelson Perez/Fluminense)

LANCE!
20/10/2016
06:30
Rio de Janeiro (RJ)

A bola aérea é um problema recorrente na defesa do Fluminense. A deficiência ficou clara nas últimas rodadas do Brasileirão, mas derrotas para Santos, São Paulo e Flamengo, sendo que o último está com o resultado preventivamente suspenso. No entanto, quem acompanha as atividades comandadas por Levir Culpi é testemunha de que o treinador dá atenção especial ao fundamento.

Ciente dos erros, Levir Culpi afirma que vai continuar orientando o grupo nos treinos que antecedem as partidas, mas admite que é improvável que o time pare de sofrer gols em bolas aéreas nesta reta final de Campeonato Brasileiro.

- É a jogada mais difícil de ser marcada, simplesmente porque dois corpos não ocupam o mesmo espaço. O ataque quer cabecear para o gol e a defesa quer tirar. O treinamento, as conversas, as orientações, tudo isso pode deixar um time em ótimas condições no sistema defensivo e também para marcar gols, mas vamos continuar tomando e fazendo - comentou Levir recentemente.

Os consecutivos gols sofridos da mesma maneira incomodam a torcida, o treinador e também os jogadores. O camisa 10 Gustavo Scarpa comentou a situação vivida pelo time de Levir Culpi. Para o meio-campista, é preciso dar mérito aos adversários, que também treinam bastante o fundamento.

- É difícil falar. Mesmo treinando, a gente sofre gols. A gente treina, mas não combina com o adversário. O Rodrigo Caio, que não é muito alto, é um dos melhores na bola aérea do Brasil. O Victor Hugo e o Mina do Palmeiras também são bons. Treinamos bastante, mas estamos levando a pior. Não é porque não vem dando certo que vamos deixar de treinar. Vamos continuar por que é essencial melhorar - analisou o meia tricolor Gustavo Scarpa.

O jornal Extra fez um levantamento de todo o Campeonato Brasileiro, no qual o Tricolor das Laranjeiras deixou de somar 14 pontos na tabela por conta dos gols sofridos em bolas aéreas. Confira a lista elaborada abaixo:

Fluminense 1x2 São Paulo: Gol de Rodrigo Caio (um ponto perdido)

Fluminense 1x2 Fla: Gols de Damião e de Fernandinho (três pontos perdidos)

Santos 2x1 Fluminense: Gols de Copete e de R. Oliveira (três pontos perdidos)

Fluminense 1x2 Chapecoense: Gol de Lourency (um ponto perdido)

Internacional 2x2 Fluminense: Gol de Fernando Bob (dois pontos perdidos)

São Paulo 2x1 Fluminense: Gol de Alan Kardec (um ponto perdido)

Sport 2x1 Fluminense: Gol de Gabriel Xavier (um ponto perdido)

Atlético-MG 1x1 Fluminense: Gol de Tiago (dois pontos perdidos)