LANCE!
19/11/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

Vivendo sua pior fase na temporada, sem vencer há sete jogos no Brasileirão, o Fluminense segue acreditando na classificação para a Libertadores do ano que vem. No entanto, a tarefa do Tricolor não é fácil. Com 49 pontos, na nona colocação, a equipe tem apenas 2% de chances de terminar o campeonato no G6 e conquistar a vaga na competição continental. Os números não assustam o Flu, que já os contrariou em algumas oportunidades em sua história, o que fez a torcida até chamar os jogadores de guerreiros. Por isso, o discurso atualmente no clube segue um mantra que ficou conhecido desde 2009, na briga contra o rebaixamento: lutar até o fim.

O técnico Marcão reconhece que a missão é árdua, mas não joga a toalha. O treinador contou que os jogadores estão com muita vontade de conquistar a vaga na Libertadores e vão se dedicar por isso enquanto o Fluminense ainda tiver chances.

- Hoje a gente tem apenas 2% de chance, mas os jogadores estão querendo muito. Acredito que eles vão brigar até o final. Enquanto tivermos chances, eles vão se dedicar ao máximo – disse o treinador.

Por conta disso, o Tricolor não pensa em outro resultado que não seja a vitória contra a Ponte Preta, mesmo com o jogo sendo fora de casa, no Moisés Lucarelli. Marcão reconhece que a partida é muito complicada e admite até que pode fazer mudanças para buscas os três pontos em Campinas.

- Não dá pra mudar muito a estrutura do time, mas deve sim ter algumas mudanças. É um jogo difícil, duro, fora de casa, mas o nosso objetivo é buscar a vitória fora de casa – comentou o técnico.

A tabela do Fluminense até o fim do Brasileiro não é nada fácil. Além do time paulista, o Tricolor enfrenta o Figueirense, no Orlando Scarpelli, e o Internacional, no Maracanã. Assim, o time precisará mais do que nunca aflorar a alma de guerreiro para terminar no G6 e jogar a Libertadores em 2017.