Rafael Bortoloti
14/12/2017
00:55
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar do empate em 1 a 1 com o Independiente, que deixou o Flamengo com o vice da Sul-Americana de 2017, o técnico do Rubro-Negro, Reinaldo Rueda, preferiu não criticar a arbitragem, embora esta tenha sido a vontade da torcida. 

- Eu prefiro deixar essa análise para vocês da imprensa - comentou o técnico colombiano, que viu o compatriota Cuéllar ser expulso após o jogo por indisciplina e ainda cometeu o pênalti que originou o gol do empate dos argentinos.

Houve ainda outro ponto que causou a ira dos torcedores: os três minutos de acréscimos, nos dois tempos. Pouco para um jogo com muita cera. 

O treinador do Flamengo ainda lembrou da falta que fez o atacante Paolo Guerrero na decisão, assim como a do goleiro Diego Alves, embora César não tenha comprometido. O comandante ressaltou a inexperiência dos jovens atletas.

- É uma grande responsabilidade para eles, final de nível internacional, em que é necessário experiência. Não tivemos Guerrero nem Diego Alves. É complicado. Paquetá fez um grande jogo, como Vinicius, Vizeu. Mas são situações que não eram ideais. Assumiram responsabilidade - finalizou.