icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
20/08/2015
13:31

A saída de Cristovão Borges tornou ainda mais extensa a lista de técnicos que passaram pelo Flamengo na gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Desde 2012, sete treinadores diferentes comandaram a equipe da Gávea. O LANCE!Net enumera a lista de quem esteve à beira do campo na gestão da atual diretoria. Confira abaixo!

DORIVAL JÚNIOR (2012-2013)

Dorival Júnior comandava a equipe no Brasileirão de 2012, quando a atual diretoria iniciou sua gestão. Após levar o Flamengo ao 11º lugar da competição nacional e iniciar o Campeonato Carioca, ambas as partes não chegaram a um acordo salarial na renovação de contrato. Dorival deixou o clube após 37 jogos, com 15 vitórias, 12 empates e dez derrotas.

JORGINHO (2013)

Contratado especialmente por sua identificação com o Flamengo, durou apenas três meses no comando do clube. Após 14 partidas, com sete vitórias,  quatro empates e três derrotas, saiu da Gávea após um revés por 1 a 0 para o Náutico, no Brasileirão.

MANO MENEZES (2013)

O ex-técnico da Seleção Brasileira desembarcou na Gávea em junho, e surpreendeu ao pedir demissão logo após uma derrota por 4 a 2 para o Atlético-PR. Em três meses, Mano Menezes comandou a equipe em 22 partidas, com nove vitórias, seis empates e sete derrotas.

JAYME DE ALMEIDA (2013-2014)

À época auxiliar-técnico, Jayme de Almeida foi efetivado como treinador e conseguiu a passagem mais vitoriosa de um comandante na Gávea nos últimos anos. Com ele, o Flamengo conquistou a Copa do Brasil de 2013 e o Campeonato Carioca de 2014. Porém, após maus resultados no Brasileiro do mesmo ano, foi demitido durante a parada da Copa do Mundo. Foram 49 jogos, com 27 vitórias, 12 empates e dez derrotas.

NEY FRANCO (2014)

Foi o treinador com passagem mais curta pela Gávea. Ney Franco esteve à frente do Flamengo em sete jogos, e foi demitido após três empates e quatro derrotas. Caiu depois de a equipe sofrer uma goleada por 4 a 0 para o Internacional.

VANDERLEI LUXEMBURGO (2014-2015)

Substituto de Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo foi o treinador que mais comandou o Flamengo nos últimos anos. Em 2014, conseguiu tirar o Rubro-Negro da "zona da confusão" do Brasileirão e levou a equipe às semifinais da Copa do Brasil. Porém, no ano seguinte, não resistiu à queda na semifinal do Carioca e ao início oscilante no Brasileiro.  Em 59 jogos, foram 34 vitórias, 14 derrotas e 11 empates.

CRISTÓVÃO BORGES (2015)



Cristóvão Borges chegou ao Flamengo em maio, e não conseguiu engatar uma boa sequência de resultados da equipe no Brasileirão. Após maus resultados, e o revés por 1 a 0 para o Vasco no jogo de ida da Copa do Brasil, o treinador durou 18 partidas, somando oito vitórias, um empate e nove derrotas até agosto.

LEIA MAIS:
E MAIS:
> ENQUETE: O Flamengo acerta ao trocar de técnico mais uma vez? Opine!
> Clube italiano oferece R$ 50 milhões por Guerrero, afirma site
> Ingressos para jogo de volta entre Vasco e Fla começam a ser vendidos nesta quinta
> Após diversas ações, Flamengo está perto da marca de 70 mil sócios 
> Elenco do Flamengo não explica resultado e sobra para Rodrigo Caetano


A saída de Cristovão Borges tornou ainda mais extensa a lista de técnicos que passaram pelo Flamengo na gestão de Eduardo Bandeira de Mello. Desde 2012, sete treinadores diferentes comandaram a equipe da Gávea. O LANCE!Net enumera a lista de quem esteve à beira do campo na gestão da atual diretoria. Confira abaixo!

DORIVAL JÚNIOR (2012-2013)

Dorival Júnior comandava a equipe no Brasileirão de 2012, quando a atual diretoria iniciou sua gestão. Após levar o Flamengo ao 11º lugar da competição nacional e iniciar o Campeonato Carioca, ambas as partes não chegaram a um acordo salarial na renovação de contrato. Dorival deixou o clube após 37 jogos, com 15 vitórias, 12 empates e dez derrotas.

JORGINHO (2013)

Contratado especialmente por sua identificação com o Flamengo, durou apenas três meses no comando do clube. Após 14 partidas, com sete vitórias,  quatro empates e três derrotas, saiu da Gávea após um revés por 1 a 0 para o Náutico, no Brasileirão.

MANO MENEZES (2013)

O ex-técnico da Seleção Brasileira desembarcou na Gávea em junho, e surpreendeu ao pedir demissão logo após uma derrota por 4 a 2 para o Atlético-PR. Em três meses, Mano Menezes comandou a equipe em 22 partidas, com nove vitórias, seis empates e sete derrotas.

JAYME DE ALMEIDA (2013-2014)

À época auxiliar-técnico, Jayme de Almeida foi efetivado como treinador e conseguiu a passagem mais vitoriosa de um comandante na Gávea nos últimos anos. Com ele, o Flamengo conquistou a Copa do Brasil de 2013 e o Campeonato Carioca de 2014. Porém, após maus resultados no Brasileiro do mesmo ano, foi demitido durante a parada da Copa do Mundo. Foram 49 jogos, com 27 vitórias, 12 empates e dez derrotas.

NEY FRANCO (2014)

Foi o treinador com passagem mais curta pela Gávea. Ney Franco esteve à frente do Flamengo em sete jogos, e foi demitido após três empates e quatro derrotas. Caiu depois de a equipe sofrer uma goleada por 4 a 0 para o Internacional.

VANDERLEI LUXEMBURGO (2014-2015)

Substituto de Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo foi o treinador que mais comandou o Flamengo nos últimos anos. Em 2014, conseguiu tirar o Rubro-Negro da "zona da confusão" do Brasileirão e levou a equipe às semifinais da Copa do Brasil. Porém, no ano seguinte, não resistiu à queda na semifinal do Carioca e ao início oscilante no Brasileiro.  Em 59 jogos, foram 34 vitórias, 14 derrotas e 11 empates.

CRISTÓVÃO BORGES (2015)



Cristóvão Borges chegou ao Flamengo em maio, e não conseguiu engatar uma boa sequência de resultados da equipe no Brasileirão. Após maus resultados, e o revés por 1 a 0 para o Vasco no jogo de ida da Copa do Brasil, o treinador durou 18 partidas, somando oito vitórias, um empate e nove derrotas até agosto.

LEIA MAIS:
E MAIS:
> ENQUETE: O Flamengo acerta ao trocar de técnico mais uma vez? Opine!
> Clube italiano oferece R$ 50 milhões por Guerrero, afirma site
> Ingressos para jogo de volta entre Vasco e Fla começam a ser vendidos nesta quinta
> Após diversas ações, Flamengo está perto da marca de 70 mil sócios 
> Elenco do Flamengo não explica resultado e sobra para Rodrigo Caetano