David Nascimento
31/07/2016
08:00
Curitiba (PR)

Empatado com o Palmeiras com a melhor campanha como visitante no Campeonato Brasileiro – 47.62% cada –, o Flamengo visita o Coritiba neste domingo, às 16h, no Couto Pereira, com transmissão em tempo real do site do LANCE!. Mesmo fora de casa, o Rubro-Negro não costuma jogar recuado e se arrisca. Será um dos pontos mais solicitados pelo técnico Zé Ricardo para manter a pegada e retornar ao Rio de Janeiro com os três pontos.

Dos sete jogos fora de casa já disputados, o Flamengo teve mais posse de bola em cinco, um dos pontos que justificam o retrospecto da temporada rubro-negra como visitante. Foram 53% de posse de bola no clássico com o Botafogo, 52% contra o Corinthians, 56% de posse contra o Santa Cruz, 44% contra o Cruzeiro, 56% contra o Figueirense, também 56% contra o Grêmio, além de 42% contra a Ponte Preta.

Um aspecto que pode auxiliar neste sentido é o fato de que a equipe se acostumou a jogar em diferentes locais por não ter uma casa no Rio de Janeiro neste ano. Em entrevista coletiva, Zé Ricardo comentou sobre o assunto. O comandante do Flamengo destacou que a situação parece como uma coincidência e comparou a quilometragem utilizada pelos rubro-negros e ainda o Palmeiras.

– Parece coincidência, mas como não temos Maracanã à disposição, que é a nossa casa, temos de jogar igual de toda forma em casa ou fora. Temos mais que o dobro de quilômetros voados do que o Palmeiras. São 40 mil km nossos ao longo das disputas que temos no ano e 20 mil km do Palmeiras – afirmou o treinador do Flamengo antes de completar:

– Isso é um dado importante, porque com certeza é um desgaste a mais, mas já sabíamos disso. Essa questão de ser um dos melhores visitantes é porque temos de ser iguais em todo lugar. Temos que fazer das dificuldades uma motivação a mais para brigar cada vez mais no topo da tabela do Campeonato Brasileiro.

Com o apoio do torcedor, o Flamengo tem condições de conquistar o seu objetivo nesta tarde. Sob o comando de Zé Ricardo, o Rubro-Negro mudou de patamar nesta temporada e os números tendem a melhorar cada vez mais. O ano de 2016 ainda reserva muitas alegrias. Basta manter a pegada e ir para cima. Como a tradição rubro-negra rege.