Léo Duarte deve estrear pelo profissional no jogo contra o Bangu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Léo Duarte deve estrear pelo profissional no jogo contra o Bangu (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

João Matheus Ferreira e Paulo Victor Reis
04/03/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Desde quarta-feira o técnico Muricy Ramalho prepara o terreno do Flamengo para escalar um time repleto de reservas no jogo contra o Bangu, sábado, em Volta Redonda, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Carioca. E é justamente isso que deve acontecer. Como o Rubro-Negro já está classificado para a Taça Guanabara, todos os titulares devem ser poupados. O time que vai a campo provavelmente será uma mistura de reservas com alguns jovens que foram promovidos ao elenco profissional neste ano.

O grande condutor dessa equipe deverá ser o meia Ederson, enfim liberado para jogar. Além dele, provavelmente começam a partida Pará, Léo Duarte, Cesar Martins e Chiquinho; Márcio Araújo, Canteros e Ederson; Thiago Santos, Gabriel e Felipe Vizeu. No gol, a tendência é que seja Alex Muralha. Com este time, Muricy pode analisar o rendimento de três garotos recém chegados ao profissional, como Léo Duarte, Thiago Santos e Vizeu. O último já até fez gol, mas só entrou em duas partidas do Flamengo até agora.


A estratégia de colocar reservas faz parte de uma análise feita por toda a comissão técnica rubro-negra, que planeja aproveitar a classificação antecipada para deixar os titulares treinando por quase dez dias seguidos. O que praticamente "zera" os atletas para o calendário apertado que deve ser retomado a partir do jogo contra o Figueirense, quarta-feira, em Brasília, pela última rodada da fase de grupos da Primeira Liga. O Fla joga por um empate.