Matheus Dantas
21/02/2018
21:24
Rio de Janeiro (RJ)

Em ritmo de treino, o Flamengo não teve problemas para vencer o Madureira na noite desta quarta-feira: 4 a 0 no Estádio Nilton Santos. Os gols do Rubro-Negro foram de Diego, Lucas Paquetá, Henrique Dourado e Vinícius Júnior.

Campeão da Taça Guanabara, o Rubro-Negro estreou na Taça Rio já de olho no jogo da próxima quarta-feira: estreia na Libertadores diante do River Plate-ARG. O treinador Carpegiani aproveitou para fazer pequenos ajustes e teve sucesso. Antes, o Flamengo encara o Flu no sábado, provavelmente com time misto.

O GOLAÇO

O Flamengo dominou o jogo desde o apito inicial. Éverton Ribeiro e Rodinei fizeram boa dobradinha pela direita, mas foi em arrancada de Diego pelo meio, quando o atleta foi derrubado, que surgiu a oportunidade para abrir o placar no confronto.

"É falta na entrada da área, adivinha quem vai bater..." Já profetizava o rubro-negro Jorge Ben Jor. Em cobrança digna da camisa 10 que veste, Diego colocou no ângulo direito de Jonathan e fez um golaço: 1 a 0.

RETORNO TRANQUILO

Recuperado de fratura na clavícula, Diego Alves voltou a atuar pelo Flamengo após 90 dias. A escalação do camisa 1 foi uma das novidades visando o jogo contra o River Plate, mas o Madureira pouco exigiu do goleiro. Sua única intervenção foi em finalização de Luciano, de dentro da área, e o goleiro foi muito bem.

JONAS CUMPRE O PAPEL

Cuéllar, suspenso, não estará à disposição de Paulo César Carpegiani nas duas primeiras rodadas da Libertadores. Assim, o técnico teve que buscar soluções no elenco e encontrou Jonas, de volta ao Fla após defender o Coritiba em 2017.

Ontem, o camisa 14 foi outra vez testado, iniciando o jogo e cumprindo o papel que se espera dele: marcação firme e ajuda na saída de bola. É verdade que o volante teve uma missão tranquila diante do inoperante ataque do Madureira, mas parece ser a melhor nome para a função. No fim, deu lugar a Rômulo, outra opção de Carpegiani para substituir Cuéllar na Copa Libertadores.

GOLS SAEM FÁCIL

Os gols do Flamengo saíram naturalmente. Ainda na etapa inicial, Lucas Paquetá aproveitou a desatenção da zaga rival, que pediu impedimento inexistente e parou, para fazer 2 a 0.

O Rubro-Negro manteve o domínio depois do intervalo. Quando Éverton Ribeiro foi derrubado na área, a torcida já comemorou. Henrique Dourado cobrou com a categoria de sempre e deixou sua marca: 3 a 0.

Já com Vinícius Júnior em campo, o Flamengo passou perder gol atrás de gol. Henrique Dourado desperdiçou duas chances claras. Nos minutos finais, o xodó rubro-negro fez o seu aproveitando rebote do goleiro em lance de Trauco.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 4x0 MADUREIRA


Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de fevereiro de 2018 - 19h30
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ)
Público e Renda: 3.465 pagantes/4.672 presentes/R$ 105.520,00
Cartões Amarelos: Diego (FLA) e Rezende (MAD)
Cartões Vermelhos: Nenhum
Gols: Diego, 17'/1ºT (1-0), Lucas Paquetá 36'/1ºT 2-0), Henrique Dourado, 9'/2ºT e Vinícius Júnior, 40'/2ºT)

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Rhodolfo e Renê (Trauco, 38’/2T); Jonas (Romulo, 29’/2T), Lucas Paquetá e Diego; Everton Ribeiro (Vinícius Júnior, 24’/2T), Everton e Henrique DouradoT: Paulo César Carpegiani

MADUREIRA: Jonathan, Felipe Formiga, João Carlos, Edmário e Renan (Leandro Carvalho, 43’/2T); Thiago Medeiros, Téssio (Douglas Lima, intervalo), Rezende e Luciano, (Julio César, 24’/2T); Ygor e Souza T: Djair