Marcelo Cirino (Imagem: LANCE!TV)

Marcelo Cirino fala das expectativas dele e do Flamengo na Copa do Brasil (Imagem: LANCE!TV)

RADAR/LANCE!
16/03/2016
13:25
Rio de Janeiro (RJ)

Na noite desta quarta-feira, às 21h45, no Estádio Lourival Baptista, em Aracaju, no estado de Sergipe, o Flamengo estreia na Copa do Brasil contra o Confiança. Titular da equipe comandada pelo técnico Muricy Ramalho, o atacante Marcelo Cirino afirma que o grande objetivo rubro-negro na competição é buscar o título e, assim, garantir vaga na Copa Libertadores da América do ano que vem.

- A gente não comentou, mas voltar a jogar uma Libertadores é um sonho de qualquer jogador, então vamos em busca, sim, seja por Copa do Brasil ou no Campeonato Brasileiro - disse Cirino, em entrevista coletiva, concedida nesta terça, no CT do Ninho do Urubu.

Na equipe do Flamengo, o técnico Muricy Ramalho não poderá contar com o argentino Mancuello. O argentino se recupera de um problema no joelho direito e ficará fora por mais algumas semanas. Sem ele, Ederson, que voltou a jogar recentemente, após um longo período lesionado, está escalado. Para Marcelo Cirino, a troca não interfere na qualidade do futebol apresentado do time.

- O que muda é o entrosamento. Já estávamos acostumados com Mancuello, agora o Ederson entrando muda um pouco, mas a qualidade é parecida. São dois grandes jogadores. Tenho certeza que não teremos dificuldades. O importante é manter o padrão do time - afirmou Cirino.

Destaque do Flamengo no início do ano passado, Cirino terminou o ano de 2015 em baixa. Com Muricy Ramalho, 2016 começou mais uma vez de forma muito promissora para o atacante, que veio para a Gávea contratado junto ao Atlético-PR. Apesar da boa fase, o jogador tem a "sombra" do meia-atacante Gabriel, que tem entrado bem no decorrer dos jogos e luta por uma vaga na equipe titular. Cirino afirma não temer a concorrência e diz encarar a "briga" por um lugar na equipe como saudável.

- Gabriel é um companheiro praticamente de ataque, da mesma posição. É uma briga saudável, pessoa de coração muito bom. Treina alegre, independentemente de estar no banco ou titular. É uma pessoa muito querida pelo grupo, e estamos muito felizes por ele estar voltando a jogar bem - disse.