Ceará x Flamengo

Flamengo e Ceará fizeram jogo de muitos gols (Foto: Divulgação/flamengo.com)

Roberto Assaf
21/01/2016
23:54
Fortaleza (CE)

O Ceará, com um time em cada tempo, conquistou a Taça Asa Branca, ao derrotar o Flamengo – fantasiado de Rio-Sul-Minas – em Fortaleza, nos pênaltis, após sofrer uma virada – 2 a 0 para 3 a 2 – e chegar ao empate no finzinho. Como se viu, Muricy Ramalho ainda terá muitas “légua” para acertar o Rubro-Negro.

O time carioca começou marcando em cima, deixando o Alvinegro sem saída, e chegou a desperdiçar ótima chance aos dois minutos, com Guerrero escorando falta cobrada por Gabriel para fora. Mas o Ceará não demorou a tornar a vida do adversário um braseiro, uma “fornaia”, uma tamanha judiação, descendo em velocidade, explorando notadamente o lado esquerdo da defesa rubro-negra. Aos 25 minutos, Siloé driblou Wallace e bateu rasteiro à direita de Paulo Victor: 1 a 0. O Flamengo não conseguiu esboçar reação, atrapalhado nos três setores, errando passes em excesso. Tanto que o mesmo Siloé desperdiçou outra oportunidade, livre na pequena área, concluindo torto.

No intervalo, o Ceará trocou o time inteiro. Na equipe da Gávea, ficaram o goleiro, Wallace, e a dupla de ataque. Mas pelo menos no começo o jogo não mudou. O time da casa continuou chegando com rapidez, ampliando o placar aos três minutos. Assisinho chutou mal, e Bill, sem marcação, só tocou: 2 a 0.

O Vozão estava tão confiante que relaxou e permitiu que o Flamengo diminuísse, aos 13, quando Emerson aproveitou lançamento de Mancuello, se livrou de Douglas Dias e chutou: 2 a 1. Prudente, o time cearense adotou a cautela, e o adversário, liderado pelo argentino estreante, assumiu enfim o controle da partida, e mesmo que não brilhasse, partiu em busca do empate.

O Ceará preferiu cadenciar o ritmo, enquanto o Flamengo se “espaiava” na “prantação”. Aos 38, Emerson cruzou rasteiro e Salazar deixou a terra ardendo, empurrando contra a própria baliza: 2 a 2. Aos 40, Chiquinho foi à linha de fundo e rolou para Marcelo Cirino: 3 a 2. Acabou? Não. Serginho recebeu de Bill e fez 3 a 3 num belo gol.

Restavam os pênaltis. Neles, Guerrero mandou no travessão, e deu Ceará: 4 a 3.

FICHA TÉCNICA:

CEARÁ 3 (4) X (3) 3 FLAMENGO
Local: Arena Castelão, Fortaleza (CE)
Data/Horário: 21/1/2016, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: César Magalhães (CE)
Auxiliares: Madonio Ribeiro (CE) e Nailton Oliveira (CE)
Público e renda: R$ 718.495,00; 34.498 pagantes
Cartões amarelos: Marcelo Cirino (FLA) e Robertinho (CEA)
Cartões vermelhos: -
Gols: 26’ 1ºT Siloé (1-0) ; 4’ 2ºT Bill (2-0) ; 13’ 2ºT Emerson (2-1); 37’ 2ºT Salazar (contra, 2-2); 41'/2°T Cirino (2-3); 42'/2°T Serginho (3-3)
Pênaltis: Pelo Flamengo, Emerson, Alan Patrick e Cirino acertaram as cobranças, enquanto Wallace e Guerrero erraram; Pelo Ceará, Bill, Serginho, Richardson e Roni acertaram as cobranças.

CEARÁ: Éverson (Douglas Dias); T. Cametá (Robertinho, intervalo), Charles (Salazar, intervalo), Carlão (T. Carvalho, intervalo) e Fernandinho (Sanchez, intervalo); Baraka (Richardson, intervalo), João Marcos (R. Conceição, intervalo), Jhonnatan (E. Biancucchi, intervalo), Guilherme Biteco (Serginho, intervalo); Alex Amado (Assissinho, intervalo; Roni, 44'/2T) e Siloé (Bill, intervalo)T: Lisca.

FLAMENGO: Paulo Victor; Rodinei (Pará, intervalo), Wallace, Juan (C. Martins, intervalo) e Jorge (Chiquinho, intervalo); M. Araújo (Jonas, intervalo; Alan Patrick, 34'/2T), Arão (Canteros, intervalo), Everton (Mancuello, intervalo), Gabriel (M. Cirino, intervalo) e Emerson; Guerrero T: Muricy Ramalho