Batistão é a casa do Confiança, em Sergipe

Estádio Batistão foi reformado e reinaugurado ano passado. Recebeu a Grécia na Copa do Mundo (Foto: Divulgação)

LANCE!
11/01/2016
16:58
Rio de Janeiro (RJ)

Na contramão do que costuma acontecer com muitos clubes nas primeiras fases da Copa do Brasil, o Flamengo  vai encontrar uma estrutura "Padrão Fifa" quando enfrentar o Confiança-SE no "Novo Batistão", a reformada arena da capital sergipana. O estádio passou por uma grande reforma entre 2013 e 2015 e, hoje, é considerado um dos mais modernos do Nordeste, embora tenha capacidade para apenas 15.575 pagantes. Oficialmente, o duelo ainda não está confirmado no Batistão, mas muito provavelmente será no local.

O estádio, aliás, recebeu a seleção da Grécia durante a Copa do Mundo. Os gregos fizeram toda a preparação para a competição na cidade sergipana. Naquela altura, o Novo Batistão ainda não estava 100% pronto. A parte interna, como gramado, arquibancada e vestiários, estava toda reformada. Do lado de fora, entretanto, ainda restavam algumas obras. Assim, a arena foi reaberta de forma oficial em fevereiro do ano passado, no jogo entre Confiança e Vitória, pela primeira fase da Copa do Nordeste.

Dentro de campo, o Rubro-Negro pode esperar uma equipe que passou muito perto do acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. O Confiança foi eliminado pelo Londrina, vice-campeão da Série C, nas quartas de final da competição. Empatou em 0 a 0 no Novo Batistão e perdeu de 1 a 0 fora de casa. Um empate com gols garantiria a vaga na Segundona, o que não aconteceu. A equipe sergipana é a atual bicampeã estadual e, sem dúvidas, o time mais forte atualmente do estado. A base do time de 2015 foi mantida, apesar das consideráveis perdas do goleiro Everson e do volante Richardson.

Time base: Rafael Sandes; Nei Maruim, Eron, Carlinhos e Izaldo,; Flávio, Éverton Santos, Wallace Pernambucano e Júnior Paraíba; Danilo Bala e Warley (Leandro Kivel).

COM A PALAVRA
PAULO ROBERTO, EDITOR DE ESPORTES DO JORNAL DA CIDADE (SE).


"É o atual bicampeão sergipano. Chegou nas quartas da Série C, ficou perto de subir, mas caiu para o Londrina. Hoje é considerado o clube da segunda maior torcida daqui, porque o Sergipe é a o time das multidões. Podemos dizer que manteve 70% da base que jogou a Série C, mas perdeu dois atletas que eram muito importantes. O goleiro Everson, que era ídolo e um paredão, saiu em plena Série C para o Ceará. E no fim do ano o volante Richardson também foi para o Ceará. No domingo, perdeu de 1 a 0 para o Penedense em um jogo-treino no Sabino Ribeiro, que é o estádio, de fato, do Confiança.

Nenhum jogador é muito conhecido. O técnico, Betinho, atuou muito no futebol de São Paulo no início da década de 1990. O melhor que tinha no time era o Richardson. Um ídolo, mas foi embora. Antes era o Everson, que também saiu. Hoje podemos dizer que o principal é o atacante Leandro Kivel, mas ele não foi tão bem na Série C. O clube aguarda uma parceria com o Vitória para tentar o empréstimo de alguns jogadores.

A expectativa é de um grande público. a arena está linda, toda reformada."