Tite - Corinthians

Tite deu entrevista coletiva nesta quarta-feira, no CT Joaquim Grava (Foto: Marco Galvão/Fotoarena/Lancepress!)

LANCE!
11/11/2015
13:05
São Paulo (SP)

Com a emissão do laudo do Corpo de Bombeiros, a CBF confirmou a partida entre Vasco e Corinthians, na próxima quinta-feira, para São Januário. O jogo pode marcar o título brasileiro do Timão em caso de vitória sobre o ameaçado Cruz-Maltino. Entretanto, o que preocupa o técnico Tite é a segurança da partida. Com rivalidade histórica entre as torcidas organizadas dos dois clubes, o técnico corintiano reconhece que o Vaco possa mandar seu jogo em casa, mas diz que a integridade dos jogadores também deve ser levada em conta.

- É justo mandar o jogo na sua casa, com o preceito da segurança. Os órgãos públicos responsáveis ou a CBF vão auxiliar ou coordenar. É justo sim São Januário, mas a segurança também - bradou o comandante alvinegro.


A capacidade do estádio vascaíno é hoje de 15 mil pessoas, mas para esta partida especialmente o clube deve contar com o limite de 19 mil, o que preocupa os órgãos responsáveis pelo confronto. Apesar de a Fiel ter direito a apenas aproximadamente 10% da carga total, que corresponde a aproximadamente dois mil ingressos, a Polícia deve contar reforço para garantir a segurança.

Segundo Tite, em seu domingo de folga após a vitória sobre o Coxa, ele deixou de assistir à partida do Atlético-MG, que poderia garantir o título ao Timão, e destinou sua atenção ao duelo entre Palmeiras e Vasco, já visando a partida da próxima quinta-feira. Dependendo agora apenas de si próprio para ser campeão, o comandante garante que sua equipe não abrirá mão da possibilidade de buscar a taça em São Januário.

- Nós só podemos ser campeões a partir de agora no próximo jogo, e não vamos abrir mão dessa possibilidade. Vamos respeitar o Vasco, respeitar o Zinho, que ajudou na preparação do título mundial do Corinthians, mas agora é uma possibilidade real, no jogo contra o Vasco, essa conquista - disse.