Cássio e o filho Felipe

Cássio entra em campo com seu filho, Felipe, que ainda fará dois anos de idade (Foto:Reprodução/TV Globo)

Gabriel Carneiro e Guilherme Amaro
13/08/2016
20:53
São Paulo (SP)

A maioria dos jogadores do Corinthians não deve ter gostado de o jogo deste domingo, quando é celebrado o Dia dos Pais, ser em Porto Alegre (RS). Para o goleiro Cássio, entretanto, o jogo contra o Grêmio, a partir das 11h, não poderia ter caído em ocasião melhor.

Cássio é pai de Felipe, que ainda completará dois anos e mora em Veranópolis (RS), a aproximadamente 150 quilômetros da Arena do Grêmio. Por isso, ele defenderá o Timão pela manhã antes de aproveitar o Dia dos Pais com o filho.

O goleiro, aliás, poderá aproveitar mais do que um dia com Felipe, já que o elenco está de folga amanhã. Muitos jogadores não voltarão com a delegação para São Paulo hoje à tarde, de acordo com a assessoria do clube. Eles também desfrutarão a folga no dia festivo.

O jogo contra o Grêmio pode ser especial para Cássio também por outro motivo. Há exatamente um turno do Brasileirão, ele perdia a titularidade no Corinthians depois de quatro anos. O goleiro foi liberado para ir ao velório da avó, não atuou diante do time gaúcho e perdeu a posição para Walter. No período na reserva da equipe, ele chegou a entrar na mira do próprio Tricolor gaúcho, mas acabou permanecendo no Timão.

Agora, porém, Cássio quer pensar em apenas boas situações. Ele chegará a 12 partidas seguidas como titular e pretende ajudar a levar o Timão à liderança do Brasileirão. Em terceiro lugar, o Corinthians tem apenas dois pontos a menos do que o Palmeiras, primeiro colocado. O goleiro busca conquistar seu segundo título do campeonato nacional em dois anos de vida de Felipe.

– Realizei um sonho de poder entrar em campo com meu filho. Sempre gostei muito de criança e, graças a Deus, pude ter um filho bom e saudável. Poder entrar com um filho no gramado é um sonho realizado. Não vou obrigá-lo a ser goleiro. Se a ideia partir dele, a gente vai incentivá-lo – afirmou Cássio, em entrevista à TV Globo, em dezembro de 2014, quando Felipe tinha apenas três meses de vida.

O que Cássio e toda a Fiel querem é uma vitória sobre o Grêmio para alegrar ainda mais o Dia dos Pais.