Guilherme Amaro
14/06/2018
07:00
São Paulo (SP)

O técnico Osmar Loss voltou a destacar a quantidade de reforços no Corinthians ao tentar explicar a derrota por 1 a 0 para o Bahia. É claro que o Timão tem sofrido com as perdas de jogadores, mas não justifica ter tido apenas uma finalização certa durante a partida em Salvador. Foram outros nove chutes para fora.

O Timão novamente não teve Cássio e Fagner (com a Seleção Brasileira), Balbuena e Romero (com o Paraguai); Jadson (lesão muscular na coxa direita); Ralf, Renê Júnior e Clayson (preservados após recuperação de cirurgia). São jogadores que fazem falta, mas o elenco pode render mais.

Assim como já havia demonstrado nos últimos jogos, o Corinthians mais uma vez sofreu demais para criar alguma chance perigosa. Mesmo com mais posse de bola (55%) e 408 passes certos contra 244 do Bahia, o Timão teve apenas uma grande oportunidade, quando Maycon furou aos 42 minutos do segundo tempo após Sheik ter acertado a trave.

Ciente das dificuldades demonstradas nos últimos jogos, Loss optou por Marquinhos Gabriel na vaga de Mateus Vital. Além de a mudança não ter surtido o efeito desejado, Rodriguinho teve mais um jogo apagado. Assim, o Timão sofreu na criatividade e teve alguns lampejos com Pedrinho. O atual campeão brasileiro pode produzir mais.

- Certamente vamos ter uma segunda parte de campeonato melhor. No dia 25 (reapresentação do elenco), vamos ter os jogadores à disposição, e isso vai nos fortalecer - confia o técnico Osmar Loss, que deve ter apenas os desfalques de Cássio e Balbuena, além de Maycon, que já havia sido vendido ao Shakhtar Donetsk (UCR).

Na décima colocação, com 16 pontos, o Corinthians tem 11 dias de folga até a reapresentação em 25 de junho. Com o retorno de jogadores importantes, a expectativa é de que o Timão volte a ter atuações convincentes.