Vitória x Figueirense

A torcida rubro-negra fez a sua parte e lotou o Barradão para apoiar o Vitória (Foto: Francisco Galvão/EC Vitória)

Felipe David
20/11/2016
19:07
Salvador (BA)

Em um jogo com muitas oportunidades desperdiçadas, o Vitória não teve dificuldades para golear por 4 a 0 o Figueirense neste domingo, no Barradão, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. A derrota rebaixou matematicamente o Figueira, enquanto o time baiano conseguiu respirar e se afastar da zona de rebaixamento. Os gols foram anotados por Willian Farias, Zé Love, Kieza e Marinho. De quebra, o Rubro-Negro Baiano quebrou uma sequência de três derrotas seguidas para o Figueirense.

Com o triunfo, o Vitória chegou a 42 pontos, mas permanece na 16ª colocação. Porém abriu três pontos de vantagem sobre o Internacional na luta contra o rebaixamento. Já o Figueira permanece com 34 pontos. Como poderia chegar no máximo a 40 pontos, a queda do time catarinense está sacramentada. Na penúltima rodada, o Vitória visita o Coritiba na segunda-feira, dia 28, às 20h, no Couto Pereira, enquanto o Figueirense, 18º colocado com 34 pontos, recebe o Fluminense no próximo domingo, às 19h30, no Orlando Scarpelli.

O JOGO

Com menos de 15 segundos de jogo, um encontrão entre Zé Welison e Lins fez com que o lateral-direito do Vitória tivesse que deixar o gramado na maca com muitas dores no ombro. De acordo com os médicos do Vitória, Zé Wellison quebrou a clávicula e está fora do restante do campeonato. 

Apesar do susto, o time baiano não demorou para dominar as ações e iniciar o show de oportunidades desperdiçadas. Aos sete minutos, após escanteio, Victor Ramos desviou e Kieza, desequilibrado, cabeceou na trave direita de Gatito Fernández. Em seguida, após contra-ataque, Marinho finalizou desequilibrado sem perigo para o goleiro do Figueira. O gol estava amadurecendo. Tanto que aos 23 minutos, após sobra na entrada da área, Willian Farias mandou uma pancada da entrada da área. A bola explodiu no travessão antes de entrar. 

O Figueira bem que tentou reagir em seguida. Lins, pela esquerda, invadiu a área e chutou cruzado para bela defesa de Fernando Miguel. Aos 27 minutos, Everton Santos cruzou, e Rafael Moura, na pequena área, desviou de perna direita e a bola passou raspando a trave. Aos 40, o Vitória voltou a pressionar. Kieza invadiu a área pela esquerda, bateu cruzado e a bola desviou antes de acertar o travessão. Marinho, completamente livre, dentro da pequena área, testou pela linha de fundo. Foram 14 chances reais de gol na etapa inicial: oito do Vitória e seis do Figueira. Até um cãozinho invadiu o gramado do Barradão. 

Na volta do intervalo, só deu Vitória. O time ampliou com menos de um minuto. Zé Love pegou sobra na entrada da área e, livre, mandou de perna esquerda no canto direito de Gatito para ampliar o placar: 2 a 0. Desesperado em busca do empate para não ser rebaixado, o Figueira abriu espaços. O Vitória aproveitou. Aos 11, Kieza recebeu de Marinho e, ao invadir a área, mandou de perna direita, cruzado, sem chances para Gatito, para fazer o terceiro gol do time baiano. Quatro minutos depois, Marinho transformou o resultado em goleada. O atacante recebeu pela direita, ajeitou o corpo e, de forma colocada, acertou o ângulo direito de Gatito para dar números finais ao jogo. A partir daí, o que se viu em campo foram poucas chances de gol, mas nada que atrapalhasse a festa da torcida e dos jogadores no Barradão. 


FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 4 X 0 FIGUEIRENSE


Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data-hora: 20/11/2016, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)
Público/Renda: 22.648 pagantes / R$ 202.988,00
Cartões amarelos: Victor Ramos, Diego Renan,  Willian Farias e David (VIT), Iago e Bady (FIG)
Gols: Willian Farias, 23'/1ºT (1-0); Zé Love, 1'/2ºT (2-0); Kieza, 11/2ºT (3-0); Marinho, 15'/2ºT (4-0)

VITÓRIA: Fernando Miguel; José Welison (Euller, 2'/1°T), Kanu, Victor Ramos, Diego Renan; Willian Farias, Marcelo e Cárdenas; Marinho (Tiago Real, 28'/2ºT), Kieza e Zé Love (David, 40'/2ºT). Técnico: Argel Fucks.

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Bruno Alves, Werley e Marquinhos Pedroso; Josa, Jackson Caucaia (Iago, 9'/2ºT) e Bady (Renato, 17'/2ºT); Lins, Everton Santos (Rafael Silva, 37'/2ºT) e Rafael Moura. Técnico: Marquinhos Santos.