Thiago Ferri
27/08/2017
18:01
São Paulo (SP)

No Allianz Parque, o Choque-Rei tem uma rotina: golaços e, no fim, vitória do Palmeiras. O jogo deste domingo não fugiu ao script, e foi assim que, de virada, o Verdão venceu o São Paulo por 4 a 2, para aliviar o clima de tensão no fim de semana de seu aniversário de 103 anos e complicar ainda mais o rival na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.


Sem Dudu, Cuca apostou no time com quatro peças no meio-campo, enquanto Dorival tinha a volta de Pratto, suspenso. Desde os primeiros minutos as estratégias estavam bem definidas: o Palmeiras com a bola tentava envolver a zaga adversária; o São Paulo, então, precisaria ser preciso quando atacasse. Foi assim que o São Paulo, na primeira oportunidade, abriu o placar. Reposição de Sidão, desvio do Hernanes, lançamento de Pratto e gol de Marcos Guilherme.

A euforia tricolor virou preocupação em poucos minutos, após o preocupante choque entre o argentino e Hernanes. O centroavante desmaiou e saiu de ambulância do campo. Apesar do susto, o camisa 9 estava consciente quando deixou a arena.

Já com Gilberto, o time de Dorival por pouco não marcou mais um, com Marcos Guilherme. Dessa vez, o chute acertou o travessão – a bola tocou perto da linha e saiu.


As quase 34 mil vozes palmeirenses já mostravam impaciência quando, em três minutos, Willian mudou o jogo. Primeiro, ao aproveitar o erro de Edimar em cruzamento de Michel Bastos para igualar o placar; depois, em jogada individual, que terminou com o belo chute perto do ângulo de Sidão: 2 a 1 Verdão. Já são 15 gols para ele, artilheiro do time no ano.

Mas o São Paulo ainda teria uma chance antes do intervalo, e nos pés de Hernanes, seu jogador mais decisivo. Ele dominou contra dois e bateu no canto de Prass. Sexto gol em seis partidas desde sua volta.

Após um primeiro tempo bem jogado, o segundo foi mais elétrico – e também mais desorganizado. Quando Rodrigo Caio perdeu o gol na pequena área, o jogo parecia ficar a favor do lado tricolor. Mas como tem sido a história do Choque-Rei no Allianz Parque, outro belo gol palmeirense definiu o placar, em um tiro de primeira de Keno, de fora da área.

O estádio que já teve os gols de cobertura de Robinho e Dudu, ganhou outros dois para a coleção. No fim, Hyoran ainda completou o cruzamento de Willian para sacramentar os 4 a 2 e marcar seu primeiro gol pelo Verdão.

Nas cinco vezes que enfrentou o São Paulo no Allianz Parque, o Palmeiras venceu as cinco. Enquanto o Verdão segue no G4 com o triunfo, ainda a 14 pontos do líder, o Tricolor permanece no Z4, em 17º.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 4 X 2 SÃO PAULO
Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data-Hora: 27/8/2017 - 16h
Árbitro: Sandro Meira Ricci (Fifa-SC)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa-SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP)
Público/renda: 33.537 pagantes/R$ 2.195.368,53
Cartões amarelos: Arboleda e Edimar (SAO)
Cartões vermelhos: -
Gols: Marcos Guilherme (12'/1ºT) (0-1), Willian (35'/1ºT) (1-1), Willian (38'/1ºT) (2-1), Hernanes (51'/1ºT) (2-2), Keno (33'/2ºT) (3-2), Hyoran (46'/2ºT) (4-2)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Bruno Henrique (Keno, aos 15'/2ºT), Tchê Tchê, Moisés e Guerra (Hyoran, aos 28'/2ºT); Willian e Deyverson (Thiago Santos, aos 34'/2ºT). Técnico: Cuca.

SÃO PAULO: Sidão; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros. Jucilei e Hernanes; Marcos Guilherme (Denílson, aos 34'/2ºT), Cueva (Lucas Fernandes, aos 12'/2ºT) e Pratto (Gilberto, aos 27'/2ºT). Técnico: Dorival Júnior.